Menu
segunda, 19 de agosto de 2019
Dia a Dia no Divã

Criança e a volta as aulas

05 Ago 2019 - 07h00Por (*) Bianca Gianlorenço
Criança e a volta as aulas -

Enquanto o retorno da rotina escolar é motivo de empolgação para muitas crianças, pode ser um pesadelo para outras.

Reencontrar os amigos, encarar a rotina de regras e responsabilidade pode se tornar motivos de ansiedade e sofrimento.

Isso se intensifica se a criança mudou de escola, o medo do desconhecido e a expectativa do novo pode interferir sono, na alimentação no humor, etc, da criança.

Se a criança mudou de escola, o ideal é que os pais visitem o espaço antes, conheçam o projeto pedagógico, além de se informar sobre regras, como horários, uso de uniforme, canais de comunicação, etc.

Estar bem informado sobre o funcionamento e o ambiente escolar, permite que os pais tenham mais segurança em relação a ida e a permanência da criança na escola.

Muitas escolas permitem que os pais permaneçam durante a fase de adaptação, o ideal é que um dos pais realize essa tarefa, sem terceirizar aos avós, babá, irmãos mais velhos.

No caso de crianças mais novas é necessários se livrar da culpa, nesse momento a maior dor é dos pais, principalmente da mãe que sente que deixa de cumprir algo.

Escola não é castigo, além da educação ser um direito da criança, a escola é um lugar de socialização, maior independência em relação aos pais e faz parte do desenvolvimento da criança.

Cabe aos pais entregar o filho para a professora, nunca saia escondido, nem mesmo se ele chorar por alguns minutos, pois assim ele vai perceber que você vai, mas volta para busca-lo, se você sair escondido ele associa isso ao abandono.

O QUE Q VOLTA AS AULAS REPRESENTA PARA A CRIANÇA?

Mudança, algo que nem sempre é recebido positivamente pelos pequenos.

COMO IDENTIFICAR O SOFRIMENTO?

A criança pode não manifestar sua angustia verbalmente, pois em alguns casos ela não consegue expressar seus sentimento através das palavras, então atentem-se aos sinais:

Insônia

Choro

Irritação e resistência a acordar

Agressividade

Quando a perspectiva de reencontrar amigos, fazer atividades prediletas, não são capazes de animar a criança e a dificuldade em ir para a escola é excessiva, permanecendo por longo meses, é aconselhável procurar ajuda para entender o que está se passando com essa criança, ou solicitar uma reunião escolar para entender se há algo na escola que não o motiva a frequentá-la.

Vale lembrar que cada criança tem seu tempo, não um tempo ideal.

COMO PREPARAR A CRIANÇA PARA VOLTA ÁS AULAS?

Na semana anterior, envolva a criança na organização do material escolar, separar uniforme, etc, isso a motiva a enfrentar esse retorno.

DUAS SEMANAS ANTES COMECE A ROTINA DE NOITES MAIS LONGAS.

Crie uma rotina de horários junto com seu pequeno antes de tudo recomeçar. Nela, deverão ser considerados os momentos de lazer, como os momentos de leitura, visitas a parques, cinemas e casa de amigos. Também os horários de aulas na escola e fora dela, como inglês, música e esportes.

Encarando a realidade

Tratar a escola como um ambiente agradável é um fator decisivo na forma que seu pequeno irá encarar os estudos. Nunca se refira a escola como uma punição ou castigo. Sugerir recompensas como passeios ou presentes decorrentes do ato de ir à escola ou estudar não é uma opção.

(*) A autora é graduada em Psicologia pela Universidade Paulista. CRP:06/113629, especialista em Psicologia Clínica Psicanalítica pela Universidade Salesianos de São Paulo e Psicanalista. Atua como psicóloga clínica.

Esta coluna é uma peça de opinião e não necessariamente reflete a opinião do São Carlos Agora sobre o assunto.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias