Menu
terça, 02 de junho de 2020
Artigo Paulo Gullo

Comércio: hora de pensar em voltar

27 Mar 2020 - 07h50Por (*) Paulo Roberto Gullo
Comércio: hora de pensar em voltar - Crédito: Divulgação Crédito: Divulgação

Vivemos momentos que exigem cuidados. Como entidade que representa o comércio varejista de São Carlos e Região, o Sincomercio recomendou o fechamento das lojas neste primeiro momento de pandemia do Coronavírus, o que foi reforçado pelo Decreto Municipal nº 140, de 20/03/2020 e que foi cuidadosamente fiscalizado por uma força tarefa. Nesse período de maior risco de proliferação do vírus o fechamento do comércio foi necessário, mas precisamos agora pensar uma nova perspectiva. Essa é uma preocupação dos comerciantes de todo o estado, há uma insegurança geral no setor.

Se continuarmos assim, todos parados por muito mais tempo, metade ou até mais dos trabalhadores do Brasil irão perder seus empregos. Nossas empresas irão quebrar, o que irá gerar uma VIOLÊNCIA nunca vista no Brasil.

Sabemos que 80% dos empregos estão nas pequenas e médias empresas. Com 30 dias paradas, essas pequenas e médias empresas irão quebrar!

E aí? O que vai acontecer conosco? A violência vai aumentar. Pessoas sem emprego passando fome, uma quebradeira geral.

Precisamos agora estabelecer, para os próximos dias, a volta das atividades comerciais de nossa cidade e do país. Com medidas sanitárias e orientação adequada, assim como está sendo feito com os supermercados e outros serviços essenciais, podemos reabrir nossas lojas e receber nossos clientes com segurança e consciência.

Idosos e grupo de risco devem continuar isolados, mas o restante da população precisa produzir e consumir.

Nossa economia já está fragilizada e são os pequenos e médios empreendedores que movem este País. Por eles, pedimos uma maneira mais inteligente para seguir atravessando este momento e nesse sentido a FecomercioSP enviou três ofícios aos governos federal, estadual e municipal com providências no que diz respeito a impostos e tributos, alguns dos pleitos já foram atendidos integralmente ou parcialmente.

Dois fundos constituídos pelos próprios empresários poderiam ajudar e muito neste momento: o Fundo de Garantia e o Seguro Desemprego. Com esse dinheiro o governo poderia ajudar as empresas a pagar parte dos salários, fazendo com que os empregos fossem mantidos aliviando um pouco a pressão que estamos vivendo.

É hora de pensarmos a volta do comércio de forma consciente e organizada. Precisamos reabrir nossos estabelecimentos de novo e voltar a movimentar a economia. PELA VOLTA DO COMÉRCIO COM MEDIDAS SANITÁRIAS E ORIENTAÇÕES ADEQUADAS.

Abraços e força para todos nós.

(*) O autor é presidente do Sindicato do Comércio Varejista de São Carlos, Conselheiro Efetivo do SescSP, vice-presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado (FecomercioSP) e Presidente do Conselho do Comércio Varejista da Federação (CCV).

Esta coluna é uma peça de opinião e não necessariamente reflete a opinião do São Carlos Agora sobre o assunto.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias