Menu
domingo, 28 de fevereiro de 2021
Colunistas

Coluna no Divã: Olimpíada de Auto Estima

23 Ago 2016 - 06h01Por (*) Karina Younan
Foto: Divulgação - Foto: Divulgação -

Absurdamente feliz com o encerramento das Olimpíadas.

Um banho de autoestima termos concluído, com graça e festa, essa organização gigantesca, com tão poucos incidentes. Nossa eficiência foi uma bem vinda surpresa, desde a maravilhosa abertura. Quem não teve pânico de vexame histórico não estava acompanhando as previsões!

Deus foi mesmo brasileiro e ainda tínhamos a Gisele no banco de reservas.

Fundamental é perceber a diferença entre o que assistimos e o pão e circo. Esporte salva as pessoas, emociona, une, ajuda a superar problemas, põe luz e esperança na vida de tantos, é o triunfo da determinação, disciplina, muito esforço e planejamento e precisamos tanto disso em nossa sociedade. Se for pra por empenho, que seja pelo bem. Me amarrei no exemplo da vozinha do Thiago Braz, meu ouro Olímpico vai pra ela, ensinou o menino a perdoar os pais que o abandonaram quando criança, já foi criado para o Olimpo. 

Que o esporte ilumine a vida das pessoas, que a gente não se esqueça de que uma mente firme faz toda a diferença e que, unidos como povo, alavancamos nosso potencial.

 Até a final contra a Alemanha foi providencial, para tirarmos aquela cisma, de inferioridade mundial. Sem falar na apuração precisa de várias ocorrências e do patético assalto. A policia de nosso país merece nosso reconhecimento, pela atuação precisa que tem demonstrado na política, e agora nas Olimpíadas, pelo show à parte.

Outro que merece destaque é Bernardinho, que mudou totalmente seu estilo de comando, chamou a atenção para a mente dos atletas, e fez de nosso vôlei, um ninja dos pódios.

Um amigo definiu bem a atuação da torcida: já somos campeões em alegria sincronizada.

Torcemos pelos que são estrelas, independente da nacionalidade, torcemos pelos mais fracos, não torcemos pelos hermanos, somos mal educados e as vaias deixaram isso claro e torcemos muito para nós mesmos, e isso faz uma diferença fundamental.

Podem avisar o Neymar que não precisa ter Jesus na testa, basta que ele esteja no peito e a raça no pé. Nós o engoliremos, sem chateação.

Foi muito bom saber que somos competentes, tirar nossas misérias dos noticiários e mostrar um Brasil que trabalha e luta, unido.

É mais uma mensagem de fé para o país que queremos viver. Ótimo Brasil novo. Ótima semana a todos!

Foto: Divulgação

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias