Menu
terça, 09 de março de 2021
Colunistas

Artigo Rui Sintra: Tempo de uma reflexão séria

28 Set 2016 - 14h52Por (*) Rui Sintra
Foto: Divulgação - Foto: Divulgação -

O dia 2 de outubro (próximo domingo) está muito perto e com ele vem a esperança de dias melhores em nossas cidades, pois está nas nossas mãos eleger aqueles que nos representarão pelo prazo de quatro anos.

Dando um olhar abrangente nas campanhas eleitorais realizadas até agora pelos candidatos a vereador e a prefeito, em termos nacionais, o que se observa, principalmente nas pequenas cidades, é uma falta de propostas concretas para a gestão e para a resolução dos mais prementes problemas, além das já corriqueiras ofensas e ataques pessoais entre uns e outros, algo que se tornou banal, pois com essa estratégia cada um exime-se de aprofundar os temas que defende, até porque na maioria das vezes não sabe bem como propor a solução para os mesmos.

"Eu vou construir uma creche", pode prometer um candidato. Mas, de que forma é que ele vai arranjar verbas para fazer isso? "Ah!!! Eu sou muito bem relacionado com o governo do estado ou com o deputado Z ou senador X". Ué... Só isso? Só porque é bem relacionado quer dizer que vai ter verba para construir uma creche? Mas, como será essa creche? Quantas crianças vai acolher? Quantos profissionais irão trabalhar lá? Que serviço irá oferecer? A creche será gratuita, ou será paga? Onde será construída? Porque ela será construída nesse local? A questão da creche é meramente ilustrativa, exemplificativa, só que essas são as perguntas que quase sempre não são respondidas, seja qual for o tema que esteja em pauta. Este é um dos principais motivos para ficarmos atentos ao momento de votarmos em nossos representantes.

Entre os escândalos de corrupção e outros crimes que têm abalado a credibilidade de alguns partidos, é perfeitamente natural e compreensível que grande parte da sociedade se afaste daqueles que os representam, por muitas boas intenções que esses candidatos possam ter. É injusto? A resposta é sim... e não! Sim, porque existem muitos candidatos que não se reveem nesses abusos, nessas faltas de moralidade, honestidade e verticalidade, apostando essencialmente na tentativa de prestarem um bom serviço público. E não, porque a maior parte de outroscandidatos assina por baixo daspráticas obscuras já conhecidas de todos, insistindo em trilhar os mesmos caminhos, defendendo o indefensável sem ter medo de mostrar sua cara de pau, rindo e caçoando do cidadão comum:em pauta está apenas seu próprio benefício pessoal.

A nossa consciência cívica, o nosso futuro e o de nossa família obriga-nos a ter um olhar muito atento nas escolhas dos futuros gestores públicos de nossas cidades.

Por isso, pense bem e, principalmente, escolha bem seus representantes no próximo dia 2 de outubro.

Não se negue a votar, pelo bem de nossa sociedade.

Boa eleição para você!

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias