Menu
quinta, 21 de janeiro de 2021
Colunistas

Artigo Rui Sintra: Melhor tirar o boné

04 Dez 2017 - 01h31Por (*) Rui Sintra
Foto: Divulgação - Foto: Divulgação -

Já abordei, em artigo anteriormente publicado neste espaço, minha opinião sobre a polêmica ideia da Prefeitura de São Carlos querer implantar mais uma taxa (ou imposto) para o cidadão, desta vez relacionada com iluminação pública, algo que com o decorrer do tempo e com o descontentamento manifestado pela sociedade, em diversos canais, fez com que essa taxa ridícula fosse recentemente adiada - mas não retirada. Mas a polêmica não fica por aí, principalmente quando o prefeito disse que nunca teria falado em instituir o citado imposto, quando, na verdade, o teria despachado favoravelmente, culpando inclusive os órgãos de comunicação social por divulgarem aquilo que com certeza é "a verdade dos fatos" e não aquilo que o prefeito quer que digam. Obviamente que essa conduta é típica de certa picaretagem política que grassa não só nas pequenas cidades, como, também, nas grandes capitais e DF: ou seja, aqueles que se julgam mais espertos, tentam lançar alguma pérola para ver se pega, e não é assim que se faz política - pelo menos aquela política que eu conheço bem.

 

O que surpreende é que desde há largos anos a Prefeitura de São Carlos tem na sua mão tudo aquilo que precisa para transformar a cidade em um modelo, não se beneficiando dos verdadeiros tesouros que possui em seu redor e que poderiam ajudá-la na gestão em prol da sociedade - as universidades e os polos de pesquisa que se encontram sediados em seu território. Pomposamente intitulada de "Capital da Tecnologia", a única tecnologia que parece frutificar na cidade, de forma natural e espontânea, é a proliferação dos buracos nas vias de comunicação, que colocam em risco motoristas e pedestres. E o trabalho da prefeitura, nesse sentido, se apresenta como uma espécie de joguinho: tapa o buraco, chove, reaparece o buraco com dimensões ainda maiores, volta a tapar o buraco, o que revela que o material utilizado para os reparos não é de qualidade. A assistência médica é aquilo que sabemos, com grande parte das UPA's fechadas, a iluminação pública é deficiente, o planejamento urbano é igual àquele que se praticava em meados do século XX, o estacionamento é insuficiente, etc.. 

Reparem que os centros de pesquisa e as universidades instaladas em São Carlos (USP, UFSCar, Unicep) são particularmente especializadas nos seguintes itens - arquitetura / urbanismo / engenharia civil / engenharia de produção / engenharia elétrica /engenharia de materiais / engenharia química / materiais vítreos / óptica e fotônica (iluminação Led, entre outras) / medicina / enfermagem / computação / fisioterapia / biomedicina / farmácia / administração (entre outros).

Com a cidade num caos completo, qualquer prefeito, mesmo aquele que por diversos motivos que não possuísse muita instrução, já teria se aproximado dos centros de pesquisa e das universidades para estabelecer convênios e parcerias, com a finalidade de resolver alguns dos mais importantes problemas com que se defronta a população, sendo que, por exemplo, a problemática relacionada com a rede pública elétrica poderia ficar resolvida, ou minimizada. Se o problema é o custo, que tal dotar a cidade de iluminação com leds, muito mais econômica e durável? Se o problema são os buracos, porque não fazer análises do material que é utilizado para tapar os ditos cujos e aplicar novas metodologias duráveis e mais econômicas? Se o problema é o estacionamento, que tal dividir essa questão com quem entende de urbanismo e arrumar soluções inovadoras e econômicas, que se prolonguem pelo tempo?

Mais do que posturas políticas, essas seriam, sim, posturas inteligentes, com o coletivo a se beneficiar das instituições que se encontram no território municipal, atendendo a que a maior parte delas são públicas e, por isso, têm o dever (e querem) de colaborar com a sociedade. Acho que está na hora dos integrantes da Câmara Municipal de São Carlos deixarem de fazer folclore com discussões senis e histéricas, que parecem ser os destaques das sessões e que em nada beneficiam a população, estando também na hora do Prefeito de São Carlos tirar o boné e começar a pensar no bem comum e parar com essas ideias mercenárias de instituir novos impostos.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias