Menu
sábado, 27 de fevereiro de 2021
Colunistas

Artigo Rui Sintra: Haja coração!

02 Fev 2017 - 02h12Por (*) Rui Sintra
Foto: Divulgação - Foto: Divulgação -

Depois do show mediático que envolveu a prisão de Eike Batista, inclusive com a notícia importantíssima de que ele, de fato, usava um implante capilar - certamente um elemento imprescindível para a apuração dos fatos relacionados com corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro e associação criminosaque assolam nosso país -, chegamos agora a mais um passo decisivo nos vários desdobramentos da operação "Lava Jato", que literalmente está deixando com os cabelos em pé (inclusive aqueles que são carecas ou os que também usam implantes capilares) a vasta classe política que, ao longo dos anos e descaradamente, tirou os mais diversos dividendos pessoaisnas vastas e tranquilas trilhas da bandidagem.

Inteligente e astuto como é, Eike Batista poderá não acrescentar nada de novo sobre as eventuais ações ilegais e a organização criminosa supostamente liderada pelo ex-governador do Rio de Janeiro, Sergio Cabral, até porque o material e provas já recolhidas pela Polícia Federal e apresentadas ao judiciário, na maior parte já do conhecimento público, é bastante para encarcerar por um longo período aquele que foi o intocável "rei" da Cidade Maravilhosa. Contudo, as conexões entre Cabral e a cúpula do PMDB ainda estão por esclarecer direito, bem como os restantes desdobramentos daí resultantes, que podem cair (uma vez mais) no colo daqueles que governam o País nas mais altas esferas dos três poderes. Supostamente, Eike Batista sabe mais do que podemos imaginar.

Outro elemento importante que poderá vir á superfície, através de Eike Batista, é a ação do BNDES ao longo dos últimos anos e, aí sim, o ex-multimilionário poderá negociar uma importante delação premiada que poderá revelar escândalos e ações criminosas de magnitude imprevisível, mas com consequências previsíveis não só para os ex-presidentes da república Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, como também para os responsáveis pelas pastas que interagiam e coordenavam as políticas do BNDES na última década, de onde resultaram os escandalosos empréstimos para Cuba, Venezuela e alguns países de África.

Da mesma forma que quando alguém teima em manter um carro velho, sabendo de antemão que já não se fabricam mais peças de reposição e vive inventando artifícios para que ele continue rodando, colocando em risco tudo e todos, assim está o Brasil, insistindo num sistema de governança que privilegia a incompetência, o descaso, a corrupção, o absurdo e a desorganização, alimentando o crime, a ilegalidade, os usurpadores de tributos, as gangs organizadas dentro e fora das prisões, os foros privilegiados e alguns partidos fajutos que disseminam a discórdia, a insegurança, o confronto social, a destruição do patrimônio público e privado, além de formar corruptíveis.

Existe algum culpado? Sim, existe... Um Povo submisso, passivo até com seu próprio futuro e de seus filhos, um Povo ainda com altos índices de analfabetismo, que não dá bola para esse negócio de política, preferindo ainda fazer um churrasquinho na laje ou na garagem com uma ou duas latinhas, assistir a um jogo de futebol na televisão, ou beber uma 51.

País que não privilegia a educação de seu cidadão, é um país condenado ao eterno fracasso.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias