Menu
quarta, 21 de abril de 2021
Colunistas

Artigo Antonio Fais: Sexta Cultural – Dica de Filme

Shrek ou Um tratado sobre a intolerância

09 Fev 2018 - 16h15Por (*) Antonio Fais
Foto: Divulgação - Foto: Divulgação -

Acredito que Shrek seja um filme que todo mundo viu. Este é, seguramente, um dos melhores filmes feitos até hoje, não só na categoria de animação. Eu e meus filhos já vimos Shrek mais de uma dezena de vezes. Mesmo que você já tenha assistido, vou lhe dar um bom motivo para assistir de novo com outros olhos.

Meu primeiro conselho é assistir à versão em português para matar as saudades da voz do Bussunda dublando Shrek

Embora pareça um filme feito para crianças, Shrek retrata um dos mais comuns e antigos sentimentos da humanidade: a intolerância.

Lorde Faulkwarde, um baixinho mal acabado, não suporta a imperfeição (nos outros, é claro!) e resolve acabar com todos os seres diferentes de seu reino, ao mesmo tempo que está em busca da noiva perfeita.

Shrek é um brutamontes inseguro de coração mole que vive isolado; o burrinho é um TDAH hiperativo insuportável; tem também um dragão-fêmea carente; mas o ponto alto é a princesa Fiona. Ela é mais chata, arrogante e intolerante que todos os outros juntos - no fundo insegura como todos.

O filme é recheado de cenas e diálogos engraçados, tristes, de aventura e emoção como todo bom filme, mas o seu ponto alto é o final: os príncipes esperam que todos possam se elevar ao seu nível, mas nesse caso Fiona vai ter que chegar no nível do Shrek para encontrar "the true love". Este é daqueles finais surpreendentes, mesmo para quem já assistiu ao filme algumas vezes, adulto ou criança.

A música, I'm a believer dos Monkeys, cantada pelo burrinho na voz de Eddie Murphy é contagiante.

Se seus filhos forem grandes, como os meus, é um bom momento para matar as saudades de um tempo alegre em que estourávamos pipoca e assistíamos a bons filmes juntos; se forem pequenos, vão adorar ver pela primeira vez.

Adulto ou criança, Shrek é um filme para se assistir em todas as faculdades de psicologia no quesito intolerância. É também uma lição para a vida!

Foto: DivulgaçãoO AUTOR

Antonio Fais, graduado em Ciências da Computação pela Universidade Federal de São Carlos. Na década de 1980, criou e implantou os primeiros cursos de Informática do SENAC-SP. Escritor, graduou-se também em Filosofia, especializando-se em linguagem e aprendizagem. Realiza formações para professores e empresas em comunicação, linguagem, literatura e escrita criativa. 

Esta coluna é uma peça de opinião e não necessariamente reflete a opinião do São Carlos Agora sobre o assunto.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias