Menu
terça, 20 de abril de 2021
Artigo Antonio Fais

A Inundação

29 Mar 2019 - 12h41Por (*) Antonio Fais
A Inundação - Crédito: Divulgação Crédito: Divulgação

“Antes mundo era pequeno porque Terra era grande; hoje mundo é muito grande porque Terra é pequena” (Gilberto Gil).

Naquela época era fácil negar acesso à informação, pois ela ficava longe ou em caras enciclopédias, em escolas que poucos podiam frequentar ou nas raras bibliotecas. Eu, por sorte, havia em casa a Enciclopédia Barsa que meu pai pegou em troca de uma dívida em sua oficina mecânica.

E, de repente, tudo ficou (literalmente) na palma da mão. Para nós curiosos, não levantamos mais da mesa com uma dúvida. O nome daquele ator daquele filme de que não me lembro que quero contar para os amigos... Aparece no celular!

Saber quanto durou a revolução francesa é fácil, mas saber porque ela começou não é tão óbvio assim. A rua mais famosa do mundo é Wall Street, mas poucos sabem que lá tinha um muro para os holandeses se protegerem dos índios quando o lugar se chamava Nova Amsterdã!

A nova tática de desinformar é inundar o mundo de informações, em especial em blogs de gente que pouco sabe e fakenews. Garimpar uma ideia é algo para ninjas. Temos uma geração de gente que tem acesso à informação mas sem formação.

Antes era como andar por uma terra semiárida em busca de água, hoje vivemos em um oceano em busca de água para beber; era mais fácil e seguro caminhar no seco que nadar em águas que não podemos beber.

Certo estava o beato Antonio Conselheiro quando disse que o sertão vai virar mar. E dá medo que nossa cabeça vire um grande sertão.

E só há uma esperança: antes de navegar compre um barco com livros e água potável.

“Navegar é preciso, viver não é preciso”.

No Google você acha o autor, mas desafio você a entender o significado disso.

(*) O autor é filósofo e escritor.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias