Menu
sexta, 14 de maio de 2021
Cidade

Vigilância faz vistorias em casas após suspeita de dengue na Vila Nery

22 Jan 2013 - 11h55
0 - 0 -

Um caso de suspeita de dengue ainda não confirmado na Vila Nery, próximo a escola Juliano Neto, mobilizou a Divisão de Vigilância Epidemiológica de São Carlos.

Na manhã desta terça-feira (22) agentes passaram de casa em casa verificando quintais, banheiros, piscinas, orientando os moradores quanto ao combate ao mosquito transmissor da dengue.

Em caso de suspeitas, a população deve se atentar aos seguintes sintomas: febre aguda com duração de até 7 dias, dor atrás dos olhos, dores musculares, dores nas juntas, prostração e vermelhidão no corpo. Apresentando algum destes sintomas, a pessoa deve sempre procurar um médico e jamais praticar a automedicação, o que pode agravar ainda mais o quadro clinico. 

A Vigilância Epidemiológica pede a atenção da população para os cuidados simples e básicos, mas de extrema importância, que podem auxiliar no combate a dengue, evitando novos pontos de criadouro, lembrando que a dengue é uma doença infecciosa febril aguda, causada por um vírus através do mosquito Aedes Aegypti, considerada atualmente como um dos problemas principais de saúde pública. 

http://media.saocarlosagora.com.br/uploads/23fkeqkvue1rs9he1z5wkg6j9.jpgMEDIDAS SIMPLES DE COMBATE A DENGUE:

- Evitar água parada.
- Esvaziar e escovar paredes internas de recipientes que acumulam água. 
- Manter fechadas cisternas, caixas d'agua e reservatórios provisórios.
- Furar pneus e guarda-los em locais protegidos das chuvas.
- Guardar latas e garrafas de cabeça para baixo para não reter água. 
- Limpar periodicamente calhas de telhados, marquises e rebaixos de cozinhas e banheiros, não permitindo o acúmulo de água.
- Jogar quinzenalmente desinfetante nos ralos externos das edificações e nos internos de pouco uso.
- Drenar terrenos onde ocorra formação de poças. 
- Não acumular latas, pneus e garrafas.
- Encher com areia ou pó de pedra poços desativados ou depressões de terrenos.
- Manter fossas sépticas em perfeito estado de conservação e funcionamento. 
- Não despejar lixo em valas, valetas, margens de córregos e riachos, mantendo-os desobstruídos. 
- Manter permanentemente secos, subsolos e garagens.
- Não cultivar plantas aquáticas. 
- Colocar peixes barrigudinhos em charcos, lagoa ou água que não possa ser drenada.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias