Menu
sábado, 25 de maio de 2019
Polêmica

Vereadores pressionam para Hospital Universitário (HU) abrir atendimento pediátrico 24h

15 Mai 2019 - 13h49Por Redação São Carlos Agora
Vereadores pressionam para Hospital Universitário (HU) abrir atendimento pediátrico 24h - Crédito: Arquivo/SCA Crédito: Arquivo/SCA

Os vereadores engrossaram o coro e criticaram mais uma vez o Hospital Universitário da UFSCAR (HU-UFSCar) na tarde desta terça-feira (14). Os parlamentarem pediram para que hospital abra as portas para o atendimento de pediatria 24h. O presidente da Câmara Municipal, Lucão Fernandes (MDB), comparou o hospital a uma Ferrari sem uso. O vereador Roselei Françoso (Rede), porém, disse que a empresa que administra o hospital autorizou a contração de 48 servidores para contribuir com a saúde do município.

Para receber atendimento no HU-UFSCAR, o paciente tem quer ser referenciado, ou seja, encaminhado por uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Mas com as UPAs e o Pronto Socorro da Santa Casa superlotado, Santa Casa com deficit de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e a Prefeitura com entraves para contratar médicos, os vereadores enxergam a abertura do HU-UFSCar como única solução.

O presidente do Legislativo, Lucão Fernandes (MDB) fez um requerimento questionando a Prefeitura por qual razão o HU-UFSCar não teria condição de abrir o antedimento pediátrico 24h. Em tom de deboche, o vereador comparou o hospital a uma Ferrari que se paga licenciamento, taxa de seguro, parada no interior de uma garagem e sem uso.

“Ela só serve para embelezar os olhos de quem passa”, afirmou Lucão em referência ao hospital.

O vereador Rodson Magno (PSDB) criticou a postura da superintende do hospital universitário, Ângela Leal, que diversas vezes reiterou que o HU-UFSCar não tem estrutura para trabalhar de portas abertas, e a ameaçou que se o hospital não abrir espaço para um diálogo amistoso em busca de uma solução o desfecho seria no Ministério Público.

O vereador e médico Chico Loco (PSB) condenou viés da argumentação dos seus pares e sustentou que em quase 30 anos de profissão nunca viu um hospital universitário com portas abertas para população, alegando que não é a finalidade de um hospital desta categoria.

O pessebista reconheceu urgência de atendimento pediátrico no município e sugeriu que os vereadores suspendessem a busca em ajudar a Santa Casa a fim de traçar planos para investir no HU-UFSCar. Para Chico Loco a receita seria os vereadores dialogar com políticos influentes do Congresso Nacional próximos ao presidente Jair Bolsonaro (PSL), visto que a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), empresa que administra o hospital, é do Governo Federal.

"A Prefeitura colabora pagando alguns platonistas na Santa Casa em um espaço reduzido e com falta de UTI. A Santa Casa é um ente privado, pode celebrar convênio com entidades e até fazer atendimento particular. O correto é lutarmos para que o HU-UFSCar tenha uma UTI, uma vez que o hospital Universitário é do povo, que obedece diretrizes do Sistema Único de Saúde (SUS). Não se pode punir a administração do hospital”, argumentou Chico Loco.

O vereador Roselei Françoso (Rede) disse que em conversas reservadas recentemente com a superintendente do HU-UFSCar, Ângela Leal, obteve a resposta que o hospital está disposto a abrir uma discussão sugerindo que o município formalize um convênio com a Universidade Federal (UFSCar) e transfira pediatras para o hospital.

Roselei ainda informou que administração do hospital autorizou a contração de 48 servidores -quatro médicos- para contribuir com a saúde do município. 

“Seria interessante nós chamarmos o hospital para fazer um debate, para explicar a produção, o valor que recebe de recurso, investimentos”, sugeriu o vereador.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias