Menu
sexta, 18 de junho de 2021
Cidade

Universitários “arregaçam as mangas” na Operação Natal

Um grupo formado por 166 jovens, com idade entre 18 e 25 anos, mostra amor ao próximo com uma nobre campanha

17 Set 2015 - 07h48
A galera ‘sangue bom’: 166 abnegados voluntários que levam carinho, conforto e esperança para pessoas carentes. Foto: Divulgação - A galera ‘sangue bom’: 166 abnegados voluntários que levam carinho, conforto e esperança para pessoas carentes. Foto: Divulgação -

"Espalhando a magia do Natal para quem mais precisa". Um slogan que faz a diferença em um grupo formado por 166 jovens e 100% universitários da UFSCar e da USP, com idade entre 18 e 25 anos.

Esta galera do bem realiza em São Carlos este ano a Operação Natal, cuja meta é levar além de calor humano, uma essencial ajuda para crianças e idosos com a proximidade da época natalina.

Na verdade, o projeto teve início em 2006 e foi idealizado na época pelos universitários do Departamento de Engenharia de Produção da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). A ideia vingou e anualmente a ação solidária é realizada e a cada temporada novas iniciativas aparecem e a quantidade de alimentos e agora, brinquedos, são arrecadados na cidade.

"A meta é ajudar instituições que cuidam de crianças e idosos. São doados alimentos e sacolinhas de presentes entregues em festinhas ao longo do segundo semestre. São Atividades contínuas e pontuais", disse Pedro Espuny, 23 anos, estudante de Engenharia Civil na UFSCar, um dos coordenadores gerais da campanha.

GRANDIOSIDADE

Jovens com uma única finalidade: ajudar o próximo e proporcionar momentos de alegria. Uma dose de energia que faz bem ao espírito.

Com esse lema, os 166 voluntários buscam durante os 365 dias do ano proporcionar felicidade a pessoas que nem conhecem. O empenho é grandioso e para se ter uma ideia o despreendimento de todo o grupo, paralelamente aos estudos e atividades profissionais, os 166 voluntários do grupo arrecadaram em 2014 13,5 toneladas de alimentos e 630 sacolinhas de presentes que foram entregue para diversas instituições que atendem crianças e idosos.

"Este ano a expectativa é de conseguir ainda mais donativos", afirmou Pedro que concedeu uma entrevista exclusiva ao São Carlos Agora, onde contou detalhes da bela campanha natalina.

A ENTREVISTA

São Carlos Agora - Quem participa desta ação?

Pedro Espuny - O projeto esse ano conta com 166 voluntários. São eles: Pedro Espuny, Caroline Santos (Engenharia de Produção - UFSCar), Vitória Andreo (Engenharia Ambiental - USP), Nós três somos os coordenadores Gerais. Temos os coordenadores por equipe: Tamires de Almeida Saraiva (Engenharia Civil - UFSCar) - Coordenadora da Equipe Supermercados; Kamila Kotsubo (Engenharia Civil - UFSCar) - Coordenadora da equipe Sacolinhas; Laís Portugal (Engenharia Química - UFSCar) - Coordenadora da equipe Infra-estrutura; Aline Mayumi (Engenharia Civil - UFSCar) - Coordenadora da equipe Divulgação; Cristiane Farias (Engenharia Civil - UFSCar) - Coordenadora da equipe Escolas; Ana Paula Lima (Ciências da computação - USP) - Coordenadora da equipe Patrocínio; Cleiton de Oliveira Ambrósio (Engenharia Física - UFSCar) - Coordenador da equipe Dia D.

SCA - Qual o nome da campanha. A quem é destinada e quando são feitas as entregas das doações?

Pedro - O nome é Operação Natal e nosso projeto ajuda instituições de crianças e idosos com doações de alimentos e sacolinhas de presentes, que são entregues em festinhas que realizamos. Ela acontece ao longo do segundo semestre inteiro com atividades, contínuas e pontuais.

SCA - Há quanto tempo é feita esta ação solidaria?

Pedro - Acontece desde 2006

SCA - De quem foi a iniciativa?

Pedro - A Operação Natal nasceu no Departamento de Engenharia de Produção da UFSCar e ainda é vinculado a ele.

SCA - Porque optaram por arrecadar alimentos?

Pedro - Então, a campanha possui duas frentes: uma de arrecadação de alimentos e uma frente destinada para confecção e entrega das sacolinhas de presentes para crianças e esse ano ainda teremos a tentativa de fazer sacolinhas para idosos! Optamos por alimento porque é um insumo essencial e que muitas instituições de São Carlos estão cada vez menos recebendo ajuda do governo ou de terceiros. E a sacolinhas por ser um momento feliz que podemos proporcionar a essas pessoas que precisam de ajuda.

SCA - Que tipo de alimento é arrecadado?

Pedro - Arrecadamos todo tipo de alimento não-perecível. Além de alimentos, também temos arrecadação de produtos de limpeza e higiene, além de algumas necessidades especiais de algumas instituições, como sacos de lixo, fraldas e talco higiênico.

SCA - A cada campanha o volume arrecadado é grande?

Pedro - Ao longo dos anos conseguimos arrecadar cada vez mais alimentos, sendo ano passado arrecadamos mais de 13,5 toneladas de alimento e fizemos mais de 630 sacolinhas.

SCA - Normalmente quem são os doadores?

Pedro - Os doadores são todas as pessoas que podem ser atingidas a partir dos membros e de nossa campanha de divulgação. Tanto que recebemos doações até de pessoas de outras cidades. Ou seja, universitários e a população de São Carlos como um todo é nosso público doador.

SCA - O que os voluntários ganham ao doar tempo para ajudar pessoas necessitadas?

Pedro - Um ponto que abordamos bastante nas nossas palestras de apresentação é o nosso slogan: "Espalhando a magia do Natal para quem mais precisa". Ela é perfeita porque não necessariamente só quem ajudamos com presentes e doações são as pessoas que mais precisam. O que a gente quer passar é que muitas vezes nós nos ajudamos bastante: ajudar faz bem. Além de criar um espaço que possibilite você encontrar pessoas que possuem os mesmos ideais e objetivos, que se não fosse o projeto você talvez não teria conhecido.

SCA - Qual a media de idade dos voluntários?

Pedro - Os membros do projeto são 100% universitários, variando então, em média, de 18 a 25 anos.

SCA - Anualmente é feita esta campanha?

Pedro - Sim, todos os anos ela acontece, desde 2006

Comments system Cackle

Leia Também

Últimas Notícias