Menu
segunda, 28 de setembro de 2020
Cidade

Último boletim do Comitê Municipal Contra Gripe aponta situação de normalidade em relação ao Influenza A (H1N1)

30 Jul 2009 - 18h51Por Redação São Carlos Agora
O Comitê Municipal Contra a Gripe finalizou o balanço desta quinta-feira (30) e informa que permanece a situação de normalidade em relação à gripe Influenza A (H1N1) na cidade. Não há novos casos diagnosticados da doença em São Carlos. Também não foi registrado aumento no atendimento das Unidades de Saúde.

O Comitê informa também que diversas ações para esclarecer e orientar a população foram realizadas entre a noite de quarta-feira (29) e o dia desta quinta-feira (30):

Na quarta-feira o secretário municipal de Saúde, Arthur Pereira, participou de uma audiência pública na Câmara Municipal de São Carlos, com transmissão ao vivo pela TV Câmara.

Ainda durante a quarta-feira o secretário concedeu entrevistas para 4 veículos de comunicação entre rádios e TV, informando à comunidade sobre as ações que estão sendo adotadas pela Prefeitura para prevenir o surgimento de novos casos da gripe.

Nesta quinta-feira o médico da Família e Comunidade, Thiago Gomes, também participou ao vivo de um jornal de TV, no horário do almoço, respondendo dúvidas e orientando à população sobre a doença.

A Secretaria Municipal de Saúde enviou à Secretaria Municipal de Educação um comunicado com orientações de procedimento para diretores, professores e demais profissionais da área de Rede Municipal de Ensino. O Comunicado está disponível no Portal da Prefeitura, www.saocarlos.sp.gov.br, no banner “Influenza A”, em destaque no página inicial.

O Comitê informa ainda que as Unidades de Saúde começam a receber nesta sexta-feira (31), cartazes e folhetos orientações para a população. O material gráfico também estará disponível no Portal da Prefeitura.

O Comitê Municipal Contra a Gripe reafirma que as equipes de saúde do município estão vigilantes e preparadas para acolher os pacientes que apresentarem os sintomas da doença. Importante lembrar que os pais não devem enviar seus filhos com sintomas da doença para as escolas e a procurem atendimento médico imediato na Unidade de Saúde mais próxima de sua residência.
comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias