Menu
quinta, 28 de outubro de 2021
Meio Ambiente

UFSCar faz gincana para contabilizar uso de plástico descartável no Campus São Carlos

31 Mai 2019 - 12h22Por Redação
UFSCar faz gincana para contabilizar uso de plástico descartável no Campus São Carlos - Crédito: SGAS/UFSCar Crédito: SGAS/UFSCar

A Secretaria Geral de Gestão Ambiental e Sustentabilidade (SGAS) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), com apoio da Reitoria, realiza no dia 5 de junho uma série de atividades em comemoração ao Dia Internacional do Meio Ambiente. Uma delas, inédita na Universidade, será uma gincana para contabilização e auditoria das marcas de plásticos mais utilizadas no campus sede da Instituição. Uma exposição fotográfica sobre a beleza da fauna e da flora do Campus São Carlos e uma palestra sobre animais silvestres também estão na programação.

Para a realização da gincana, foram disponibilizadas nove lixeiras específicas em vários locais do Campus São Carlos. Elas serão recolhidas no dia 5 de junho, quando será feito o levantamento do número e das marcas dos resíduos. "Para iniciarmos os trabalhos associados à redução do consumo de plástico na UFSCar, há a necessidade de caracterizarmos os materiais. Uma das etapas dessa caracterização é a quantificação do material e a tipologia - copos, embalagens, sacolas etc.", explica Raquel Stucchi Boschi, engenheira agrônoma da SGAS.

O objetivo de verificar quais são as marcas que mais contribuem para a geração de resíduos plásticos é ter uma ideia de como as grandes corporações colaboram para o problema da poluição. "Essa é uma iniciativa inspirada no projeto do Greenpeace 'Million Acts of Blue'. Com essa ação, a SGAS pretende iniciar um processo de conscientização sobre a importância da redução do consumo de plástico de uso único. O sucesso da redução de consumo desse material depende da participação e apoio de toda a comunidade UFSCar", ressalta Boschi.

Ela explica que, este ano, o material escolhido foi o plástico por se tratar de um algo criado para facilitar a vida em sociedade - pela praticidade associada a sua utilização -, mas cujo consumo desenfreado está resultando em sérios danos ambientais, sendo associado à morte de diversos animais.

Segundo dados divulgados pela SGAS, apenas 9% desse material é reciclado; o restante enviado à natureza. Os resultados são impactos ambientais de proporções gigantescas: sobrecarga dos aterros sanitários - o plástico demora 400 anos para degradar -, contaminação dos oceanos, mortandade de animais aquáticos, entre outros. "Quando nos deparamos com os dados ficamos realmente espantados. Cerca de 12,7 milhões de toneladas de plástico entram nos oceanos a cada ano, o que equivale a um caminhão de resíduos a cada minuto. Os cientistas já documentaram 700 espécies marinhas afetadas pelo plástico, até os animais que vivem em pontos muito profundos", relata a engenheira.

A Organização das Nações Unidas (ONU) declarou que o problema está também na forma como o plástico é utilizado, em especial o plástico de uso único. A UFSCar há 15 anos vem promovendo iniciativas para reduzir o consumo de copos de plástico por meio do Projeto Canecas, que distribui canecas reutilizáveis à comunidade universitária. Apesar dos esforços, em 2016 a Universidade consumiu 783 mil copos plásticos. Nesse contexto, a proposta atual da SGAS dá início a uma série de ações para estimular ainda mais a diminuição do consumo de plástico nos campi da Instituição. "O nosso Planeta merece um cuidado melhor", conclui Boschi.

COMO PARTICIPAR?

As lixeiras foram disponibilizadas no Campus São Carlos desde o dia 29 de maio. Na área Norte, estão nas cantinas da Unidade Saúde Escola (USE), da Biblioteca Comunitária (BCo) e da Engenharia de Materiais e na Prefeitura Universitária (PU). Na área Sul, foram alocadas na cantina próxima ao Diretório Central dos Estudantes (DCE) e na cantina do Pão de Queijo (PQ), na Reitoria e no Anexo da Reitoria. Também foi instalada lixeira no Restaurante Universitário (RU).

Os interessados em integrar a Gincana #desplastificaUFSCar podem contribuir com o depósito de resíduos plásticos nesses recipientes além de participar da ação de contagem e classificação, que acontecerá a partir do dia 5 de junho, próximo ao RU. Os resultados da gincana serão divulgados pelo site da SGAS (www.sgas.ufscar.br) e via Instagram (sgasufscar).

EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA E PALESTRA

Além da gincana, será realizada, de 3 a 7 de junho, uma exposição fotográfica com imagens produzidas no âmbito do projeto de extensão Quadros da Natureza e, também, de participantes independentes. O objetivo é mostrar a beleza natural da flora e fauna do Campus.

O projeto Quadros da Natureza, coordenado por Luciano Elsinor Lopes, professor do Departamento de Ciências Ambientais (DCam), tem como objetivos valorizar a riqueza de plantas nativas utilizadas no ajardinamento e arborização do Campus São Carlos da UFSCar e aumentar a variedade de espécies de aves e de abelhas sem ferrão. Além disso, busca aproximar as comunidades interna e externa da Universidade ao ambiente do Campus, por meio da observação de aves e abelhas.

A mostra, gratuita, poderá ser visitada na sede da SGAS, na área Norte do Campus São Carlos, das 10 às 16 horas. Os interessados em participar como expositores podem encaminhar e-mail para sgastec@ufscar.br.

No dia 5, das 13 às 14 horas, acontece a palestra "Um indivíduo de uma espécie doméstica é mais importante que um indivíduo de uma espécie silvestre?", no Auditório 2 da BCo. O tema será abordado pelo Secretário Geral de Gestão Ambiental e Sustentabilidade da UFSCar, Marcelo Nivert, que irá discutir a relação da comunidade com os animais silvestres do Campus. A atividade, gratuita, é aberta ao público.

Mais informações sobre as atividades em prol do meio ambiente no Campus São Carlos podem ser obtidas pelo telefone (16) 3351-8317.

Comments system Cackle

Leia Também

Últimas Notícias