Menu
sexta, 23 de outubro de 2020
Cidade

UFSCar estuda medidas para impedir ação de assaltantes

21 Ago 2009 - 09h41Por Redação São Carlos Agora
A Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) criou um grupo formado por estudantes, professores e técnicos com o objetivo de estudar medidas para diminuir os assaltos no campus. O grupo terá o apoio da Polícia Militar.

Não há dados sobre o número de crimes ocorridos na universidade nos últimos meses, mas uma reunião com a reitoria da UFSCar já foi feita para buscar soluções. Um novo encontro está marcado para a próxima semana.

De acordo com a universidade, 5,6 mil alunos circulam diariamente pelo campus, fora os funcionários e outras pessoas que participam de atividades. Nas portarias existem câmeras e seguranças, mas os estudantes acreditam que é preciso mais. “Eu acho que não é o suficiente pela demanda de pessoas que tem na UFSCar”, afirmou o aluno José Elias Soares.

O estudante José Américo Gomes de Brito Filho já foi assaltado dentro do campus e não consegue esquecer os momentos que passou. “Ele (o assaltante) colocou a arma no meu rosto e disse: ‘Se não passar morre’ e foi embora a pé, como se nada tivesse acontecido”, disse.

Em junho, três alunos também foram assaltados por dois homens, um deles armado. Tudo aconteceu perto do restaurante universitário, um dos pontos mais movimentados do campus.

De acordo com o comandante da Polícia Militar, Donizete Scozzafave, rondas podem ser feitas desde que sejam solicitadas pelo serviço 190. Para ele, a falta de controle nas entradas é um fator que aumenta os riscos. “A universidade não tem um esquema para contenção das pessoas que entram, por isso, qualquer um pode entrar”, ressaltou.

A UFSCar informou, em nota, que sempre está preocupada com a segurança e que aumentou o número de profissionais na portaria e na vigilância do campus.

Fonte: EPTV
comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias