Menu
domingo, 07 de março de 2021
Cidade

Tusca é retirada do calendário oficial de eventos de São Carlos

Por 7 votos a 5, a Câmara Municipal revogou a Lei que incluía a TUSCA no calendário oficial de eventos.

18 Jul 2012 - 12h20
0 - 0 -

Na sessão da Câmara da última terça-feira (17), os vereadores aprovaram o projeto de Lei do vereador Equimarcilias de Souza Freire (PMD), que revoga a Lei Municipal nº 15.246, de 8 de abril de 2010, que incluía a Taça Universitária de São Carlos (TUSCA) no calendário oficial de eventos de São Carlos.

A votação foi apertada, houve discussão, debate e por 7 votos a 5, a lei foi aprovada. Assim a Prefeitura não é mais obrigada a organizar o evento, que era uma preocupação para Freire, relator do projeto.

Em março deste ano, quando fez um requerimento oral na Câmara, o parlamentar afirmou que caso a Tusca continuasse no calendário, a Prefeitura continuaria sendo obrigada a organizar uma "festa particular".

"Se continuar no calendário, nós estaremos obrigando a Prefeitura a continuar dando guarida, ficar organizando, gastando com isso. A Tusca é uma festa particular, nós não devemos pegar o bom dinheiro público e colocar numa festa particular", afirmou ele.

O vereador ainda enfatizou dizendo que sua posição não é contra os jogos ou as atividades esportivas, mas é contra a bagunça e o desrespeito, que se fazem pelas ruas da cidade.

"Não sou contra as atividades esportivas, mas a Tusca que nós gostávamos, que o são-carlense passou a gostar, acabou. No último ano eu tirei fotos dentro do ginásio, do alto consumo de cerveja, e outras bebidas alcoólicas, tinha até freezer dentro da quadra. Então a Tusca de hoje não é mais esporte, e sim uma bebedeira, arruaça e uso de drogas" ressaltou.

Bruno Cristiano de Oliveira foi atropelado por um caminhão de bebidasMortes

Nos últimos anos, as ocorrências policiais registradas durante a Tusca, chamaram a atenção da polução e dos parlamentares, que na tarde de ontem retiraram o evento do calendário do município.

As ocorrências mais graves registradas em 2010 e 2011. No dia 15 de setembro do ano passado o estudante Bruno Cristiano de Oliveira, de 22 anos teve a cabeça esmagada pelas rodas de um caminhão de bebidas durante o trajeto do Corso.

O segundo ocorreu na madrugada de sábado (17 de setembro) onde a aposentada Rosa Buzzo Zucolotto, de 83 anos morreu depois de ser atropelada na rua Vicente de Carvalho, na Vila Marcelino. O carro era dirigido pelo estudante E.D.G., de 22 anos que havia acabado de deixar uma festa no complexo de eventos da Tusca, no Distrito Industrial. Ele foi autuado em flagrante por homicídio culposo (sem intenção de matar) e foi liberado após pagar fiança de R$ 19 mil.

Em 2010, o jovem Ricardo Mitsu Yashi, de 24 anos, estudante da USP, foi encontrado morto embaixo de uma ponte, na rotatória da Rua Miguel Petroni e Avenida Trabalhador São-Carlense. A polícia acredita que ele tenha caído e se afogado, mesmo em poucos centímetros de água.

Devido às últimas ocorrências com vítimas fatais, o Prefeito Oswaldo Barba (PT) proibiu o "Corso" em São Carlos.

Participante do Corso é encontrado morto em córrego na Avenida Trabalhador São-Carlense.

Resultado da operação policial durante a Tusca em 2011

157 Autos de Infração
37 Documentos de veículos Recolhidos
04 CNH Recolhidas
50 Veículos Apreendidos 
01 Atropelamento com vítima fatal (Avenida Getúlio Vargas)
01 Atropelamento com vítima fatal (Vila Marcelino)
02 Roubos contra transeunte contra estudantes
02 Tráfico de entorpecentes (Parque Industrial)
01 Porte de entorpecente (Parque Industrial)
01 Embriaguez ao volante (Área Central) 

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias