Menu
quarta, 27 de janeiro de 2021
Cidade

Sistema para desocupar vagas em leitos de UTI premia pesquisador de São Carlos

25 Dez 2017 - 09h31Por Redação
Foto: Divulgação - Foto: Divulgação -

Durante evento que se realizou na noite de 5 de dezembro, no Centro de Convenções Rebouças, em São Paulo, Luiz Antonio Ferreira Gussen, coordenador de prospecção de parcerias do Laboratório de Apoio Tecnológico do Grupo de Óptica do Instituto de Física de São Carlos (IFSC/USP), recebeu o 3º Prêmio ABIMED (Associação Brasileira da Indústria de Alta Tecnologia de Produtos para Saúde) de Inovação Transformacional, na categoria "Melhoria do Padrão de Cuidado Médico".

A razão do prêmio foi um sistema (multiplataforma sensorial) desenvolvido pelo Laboratório, que visa ao aumento do número de vagas disponível em leitos hospitalares de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI). O sistema premiado permitirá que um profissional de saúde verifique computacionalmente 18 parâmetros (incluindo pressão, pulsação, oxigenação e fluxo de soro) de um paciente que esteja sendo tratado em domicílio. As informações sobre o estado do paciente serão transmitidas via wireless a partir de sensores com tecnologias ópticas capazes de monitorar o estado do paciente durante 24h.

Gussen explicou que o conceito do sistema é inédito no Brasil e também visa à melhoria da qualidade de vida dos indivíduos em tratamento. Segundo Gussen, para determinados pacientes, o tratamento médico em domicílio, com o suporte familiar, "tende a trazer, inconscientemente, uma melhora" em seus estados clínicos.

Gussen disse também que o prêmio tem dado destaque nacional e internacional à invenção são-carlense, tendo atraído a atenção de três ou quatro empresas. No entanto, a nova metodologia poderá ser comercializada a partir de 2018 pela Fanem, empresa que financiou parte do sistema que, segundo Gussen, será vendido por um baixo preço, podendo ser obtido, por exemplo, pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

A comissão avaliadora do 3º ABIMED foi composta por Dirceu Barbano, ex-diretor presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Giovanni Guido Cerri, presidente do Conselho Diretor do Instituto de Radiologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HC-FM/USP) e ex-Secretário de Estado da Saúde de São Paulo, e Gonzalo Vecina Neto, Professor Assistente da Faculdade de Saúde Pública da USP. Assessoria de Comunicação - IFSC/USP

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias