Menu
domingo, 27 de setembro de 2020
Segurança

Sistema Detecta é lançado oficialmente em São Carlos

Monitoramento Inteligente irá fiscalizar entradas e saídas da cidade em tempo real e flagrar veículos furtados/roubados e procurados pela Justiça.

19 Jul 2018 - 17h29Por Marcos Escrivani
Sistema Detecta é lançado oficialmente em São Carlos - Crédito: Marcos Escrivani Crédito: Marcos Escrivani

O Sistema de Monitoramento Inteligente Detecta, um software que mostra situações em tempo real através de radares e câmeras de vídeo-monitoramento foi lançado na tarde desta quinta-feira, 19, no auditório do Paço Municipal. O sistema reúne ainda o maior banco de dados da América Latina para orientar operações e solucionar diferentes tipos de delitos.

Estiveram presentes autoridades municipais, entre eles o prefeito municipal Airton Garcia (PSB), o coordenador de Tecnologia da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo, coronel de Ronaldo Oliveira e Silva, o diretor de Coordenação Política Institucional, Samir Gardini e o comandante da GM, Michael Yabuki.

O Detecta entra em operação em São Carlos através de um convênio entre a Secretaria de Segurança Pública do Estado e Prefeitura Municipal.

Estão em operação radares OCR nas entradas e saídas da cidade, bem como câmeras de vídeo-monitoramento que irão auxiliar o policiamento na apreensão de carros furtados e/ou roubados, na detenção de procurados pela Justiça e ainda pessoas desaparecidas.

Durante o lançamento oficial, Oliveira e Silva forneceu detalhes e em tempo real um telão mostrou de que forma o Detecta irá atuar no município.

“Este sistema é em tempo real e coloca em ação as autoridades policiais, como a PM, Polícia Civil, Secretaria de Administração Penitenciária, Detran, a Polícia Técnico Científica. Mas no caso especifico de São Carlos foi feito um convênio com a Prefeitura que disponibilizou as câmeras de vídeo-monitoramento e leitores de placas OCR (radares)”, disse Oliveira e Silva.

Estão integrados ao sistema os bancos de dados das polícias civil e militar, do Registro Digital de Ocorrências (RDO), Instituto de Identificação (IIRGD), Sistema Operacional da Polícia Militar (SIOPM-190), Sistema de Fotos Criminais (Fotocrim), além de dados de veículos e de Carteira Nacional de Habilitação (CNH) do Detran.

PIONERISMO

O uso do Detecta pela Prefeitura Municipal é pioneira e irá fornecer as informações em tempo real através do monitoramento de veículos. “Poderão ser detectados carros furtados/roubados, procurados, desaparecidos no município. Além de casos não criminais, como acidentes de trânsito, pessoas que sofrem quedas”, explicou Oliveira e Silva.

Segundo ele, no Estado há aproximadamente 1.200 câmeras, além de 7 a 8 mil leitores de placas. “É uma forma de inibir a criminalidade. Quando um veículo com queixa é flagrado, em um raio de 4 quilômetros, a PM ou GM é acionada via tablet. A viatura mais próxima atende a ocorrência. Neste mesmo processo ocorre também a detenção de pessoas procuradas e ainda desaparecidas. Veículos são recuperados e armas apreendidas”, exemplificou. “O Detecta é uma ferramenta que armazena dados e hoje temos aproximadamente 10 bilhões de informações”, comentou.

VIZINHANÇA SOLIDÁRIA

Desde que não tenha fins lucrativos, até mesmo uma associação de bairros pode fazer convênio com a SSPES e solicitar o Detecta. “Esta entidade não terá custo algum com o Estado e sim com o sistema na questão da manutenção das câmeras de vídeo-monitoramento”, afirmou.

AMPLIAÇÃO

Oliveira e Silva disse que o evento marca o lançamento oficial em São Carlos. Entretanto, esclareceu que ao longo do tempo a meta é ampliar o Detecta em São Carlos com mais leitores de placas em todas as entradas e saídas da cidade e em locais considerados suspeitos, além de câmeras de vídeo-monitoramento.

O diretor Samir Gardini afirmou ao São Carlos Agora que todas as câmeras estão operando na cidade e que em breve o número de aparelhos serão aumentados. “A meta é implantar os radares em todas as entradas e saídas de São Carlos no menor espaço de tempo possível e dar segurança para a população”, disse.

Gardini afirmou ainda que há operando hoje 23 câmeras de vídeo-monitoramento e a perspectiva é que o número aumente nos próximos meses. “Não há um prazo estipulado, mas nossa meta é chegar a pelo menos 100 câmeras em todo o município”, disse.

COMBATE A CRIMINALIDADE

O comandante da Guarda Municipal, Michael Yabuki disse que a implantação das atividades ocorrerá nos próximos dias. Ele informou que guardas municipais estão em fase de aprendizado para operar o sistema.

“Nossa meta é ajudar a diminuir a criminalidade em São Carlos com a implantação desse sistema e controlar as saídas e entradas da cidade. Em Indaiatuba, por exemplo, após 4 anos, os índices de furtos e roubos despencaram 74% disse”.

Yabuki informou que o novo sistema irá proporcionar sensação de segurança para a população. “A perspectiva é que possamos inibir o crime em São Carlos e acabe com a sensação de impunidade para os criminosos, pois este sistema identificará o veículo. Também irá impedir a entrada de carros suspeitos. Vamos intensificar o trabalho para que São Carlos seja uma cidade mais segura”, finalizou.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias