Menu
quinta, 28 de outubro de 2021
Cidadania

São Carlos sedia Encontro de Empreendedorismo Negro

03 Set 2019 - 07h39Por Redação
São Carlos sedia Encontro de Empreendedorismo Negro - Crédito: Edson San Crédito: Edson San

São Carlos foi palco sábado, 31, no auditório Fernão Stella na USP São Carlos (campus 1) do 1° Encontro de Empreendedorismo Negro, uma iniciativa do Coletivo das Pretas, com apoio da Prefeitura Municipal de São Carlos, Secretaria Municipal de Assistência Social, Câmara Municipal, Hotel Nacional Inn e Acisc São Carlos e realização do Coletivo das Pretas, USP São Carlos (através do Núcleo de Direitos Humanos), OAB 30° Subseção de São Carlos e a Aiesec São Carlos.

Durante o evento, ocorreu palestra de Nina Silva, uma das fundadoras do Movimento Black Money que esteve pela primeira vez na região.

Além de ser uma das fundadoras do Movimento Black Money, em 2018, Nina, que é executiva na área de Tecnologia da Informação, foi reconhecida pela Mipad (Most Peaople of African Descent) e pala ONU como uma das 100 afrodescendentes, com menos de 40 anos, mais influentes do mundo.

Foi realizada ainda apresentação da Banda La Movida Brasilena e uma palestra sobre Empreendedorismo Global e Intercâmbios, com Daniel de Jesus da Aiesec.

Além da participação de Nina Silva, o encontro também homenageou mulheres negras da cidade, como Sara Bononi, presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB local e Carmelita Silva, educadora e ativista pela igualdade racial.

Segundo os organizadores o evento foi considerado um marco para a Comunidade Negra. O evento gratuito, teve como finalidade incentivar e instruir jovens e adultos negros a empreender e também buscar uma reflexão sobre a quantidade de negros desempregados ou que fecham seus negócios ainda no primeiro ano de atividade.

Segundo dados de 2017, do Banco Interamericano de Desenvolvimento, o Brasil possuí 11 milhões de empreendedores afrodescendentes, o que faz com que os negros movimentem mais de R$1 trilhão por ano na economia (dados do Instituto Locomotiva).

Segundo Taimara Moreira dos Santos, representante do Coletivo das Pretas, o evento foi o primeiro e a intenção é melhorar cada vez mais, para que a comunidade negra de São Carlos se sinta fortemente representada e em destaque positivo.

Comments system Cackle

Leia Também

Últimas Notícias