Menu
domingo, 26 de setembro de 2021
Cidade

São Carlos cria critérios para adoção de animais

27 Set 2010 - 17h23
0 - 0 -

A adoção de animais em São Carlos segue critérios implantados pelo Departamento de Defesa e Controle Animal. O interessado passa por uma bateria de perguntas e, caso necessário, um fiscal visita a residência para apurar as condições para a vida com a futura “família” do animal. O interessado deve ainda assinar um termo de responsabilidade. Caso não atenda aos critérios, a adoção pode ser negada.

Jilverson Moraes, diretor do Departamento de Defesa e Controle Animal, explica que as exigências para doação de animais fazem parte das ações para que a população adote a guarda responsável, evitando problemas futuros como o abandono do cão ou gato nas vias públicas. “Nosso objetivo é passar o conceito do que é ter um animal. Mostramos o que o proprietário pode fazer e o que é de responsabilidade do poder público”, esclarece.

No primeiro contato, a equipe do departamento procura entender o tipo de animal que o morador está interessado em levar para a casa. Durante a entrevista, o servidor enfatiza sobre a responsabilidade da guarda responsável. “Se aparecer alguma dúvida quanto ao futuro do animal, um fiscal passa na casa do interessado. Se existir algum problema, a adoção é negada”, afirma Moraes.

A adoção é concluída com a assinatura de um termo de responsabilidade, garantindo que o animal vai ser bem tratado pelo futuro proprietário. A prefeitura dispõe hoje de 210 cachorros e 150 gatos para adoção. Moraes esclarece que são entre 50 a 60 adoções por mês.

Comments system Cackle

Leia Também

Últimas Notícias