Menu
domingo, 18 de abril de 2021
Cidade

São-carlense tem seguro-desemprego sacado em Goiânia

12 Dez 2017 - 09h44Por Redação
Foto: Divulgação - Foto: Divulgação -

O pedagogo Gustavo Biagioni Ferraz passou por uma surpresa desagradável nesta segunda-feira, 11, quanto ao seu seguro-desemprego. Em contato com o São Carlos Agora, ele narrou seu drama no sentido de alertar outras pessoas que recebem o benefício, solicitando cautela e atenção.

Uma das parcelas que deveria ser sacada no dia 25 de novembro, foi sacada, segundo ele, no dia 27, em uma lotérica de Goiânia.

Ele disse que, após receber três parcelas das cinco que teria direito, teve uma surpresa na quarta parcela.

"Saquei as anteriores no mesmo local, em boca de caixa da CEF, sempre apresentando cartão cidadão, utilizando senha de acesso, assinando um recibo de saque e apresentando documento pessoal com foto (sob protestos de que meu PIS nem estava aparecendo no velho cartão). No entanto, na quarta vez, algo de "estranho" acontecia no sistema do pessoal da Caixa no dia 27 de novembro: não conseguiam liberar minha parcela que constava como "a pagar". Achavam que poderia ser uma pendência do sistema, já que a parcela havia sido disponibilizada a partir de um sábado (25 de novembro). Voltei então no dia seguinte e, qual não foi minha surpresa ao ouvir que a parcela em questão já havia sido sacada, no dia 27 de novembro mesmo, em uma lotérica de Goiânia, não antes de fazerem uma nova senha e cartão que ficaram prontos também no mesmo dia", estranhou Gustavo.

Ele disse que em um primeiro momento, pensou que havia sido vítima de algum procedimento de engenharia social ou invasão de algum hacker em algum sistema dele ou da própria Caixa. "O problema é que é necessário, para qualquer movimentação dentro da Caixa Econômica como Seguro Desemprego, FGTS e outros, o PIS, número que não utilizo em nenhum outro lugar além da boca do caixa da Caixa. Essa mesma rede bancária me orientou a buscar o Ministério do Trabalho, pois ela (Caixa) é apenas "agente pagador do benefício de Seguro-Desemprego". No MT, recebi uma previsão de um ano para se ter algum andamento deste processo. Em suma: em pleno final de ano, desempregado, me encontro sem a quarta parcela de meu seguro desemprego e, sinceramente, nada me garante que isso não acontecerá na quinta parcela, pois a facilidade com que o problema ocorreu, demonstrando fragilidade entre Caixa Econômica e Lotérica, explicita que mais pessoas podem estar sofrendo com este problema e que todos os segurados estão sob risco. Então faço aqui um apelo para cautela de todos", finalizou Gustavo.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias