Menu
domingo, 27 de setembro de 2020
Mãe faz campanha e busca doadores

São-carlense de 12 anos encontra dificuldades para disputar Miss Universo no Peru

12 Nov 2018 - 13h13Por Marcos Escrivani
São-carlense de 12 anos encontra dificuldades para disputar Miss Universo no Peru - Crédito: Divulgação Crédito: Divulgação

A atual Miss São Paulo e Miss Brasil (categoria Teen – 12 anos), a são-carlense Thuany Simões Felix pode não participar do Miss Universo, previsto para acontecer de 22 a 25 deste mês, em Arequipa, no Peru. O motivo é a falta de recursos financeiros, já que a ida da são-carlense está avaliado de R$ 18 a R$ 20 mil. “Infelizmente não possuímos esses recursos financeiros”, disse a mãe Erika Simões.

Na tarde desta segunda-feira, o São Carlos Agora conversou com Erika que está em uma luta diuturna para conseguiu os recursos necessários para que sua filha possa representar o Brasil no mais importante evento da beleza feminina no mundo.

Thuany conquistou a título na categoria Teen no ano passado. O Missa São Paulo e posteriormente o Miss Brasil, em dezembro, em Itapema/SC. “Tinham 15 meninas da idade dela”, contou.

Com isso conquistou o direito de representar o Brasil no Miss Universo. “Não sabemos quantas meninas estarão presentes em Arequipa. Mas são representantes de todo o mundo”, emendou. “Tenho até o final da semana para conseguir parte deste dinheiro para confirmar a presença de Thuany. Mas está difícil e ela pode não participar. Confesso que nossa família não tem essa quantia, mas vou lutar até o último minuto para que uma empresa ou comerciantes possam me ajudar e doar alguma quantia. Trabalho para conseguir doações para minha filha”, disse Erika.

Segundo ela, as despesas são altas, pois Thuany necessitará de trajes de galã, típico e para entrevistas. Tem ainda alimentação, estadia e a viagem. “Procuro apoio em todo lugar. Mas está difícil. Ela pode não participar”, disse, entristecida a mãe.

Quem puder ajudar Thuany a participar do Miss Universo e realizar um sonho, além de representar São Carlos, o estado e o Brasil na competição, basta entrar em contato com Erika pelo WhatsApp 98804-1456.

PREFEITURA FECHA AS PORTAS

O que entristeceu Thuany e até mesmo Erika é que a Prefeitura Municipal de São Carlos “fechou as portas” para um mero diálogo. “Me senti mal. Nem deixaram me explicar que não queria dinheiro e sim que uma autoridade municipal ligasse em alguma empresa e nos ajudasse a buscar um apoio”, revelou Erika.

“Me senti traída. Quando precisei deles, se recusaram a me atender. O prefeito (Airton Garcia, PSB), nem quis conversar comigo. Tentei o Catharino (Antonio Carlos) e ele me mandou procurar uma pessoa e nem explicou direito quem era). Tentei com o Edson (Ferraz) – secretário municipal de esportes - e ele disse não tinha tempo para isso pois estava preocupado com os Abertos”, lamentou.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias