Menu
sexta, 24 de setembro de 2021
Cidade

SAMU realizou 2,9 mil atendimentos em Dezembro

SAMU realizou 2,9 mil atendimentos em dezembro

20 Jan 2011 - 13h01

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU/São Carlos) divulgou o balanço do número de atendimentos realizados no mês de dezembro de 2010. Foram  realizados 2.967 atendimentos das 3.991 ligações recebidas pelo telefone 192 (nem toda ligação demanda remoção por ambulância). Para atender os pacientes as viaturas do SAMU rodaram 39.928 km. O SAMU opera com 8 ambulâncias durante o dia e 7 a noite.

Estatística - Das 3.991 ligações que chegaram à base do SAMU de São Carlos, 18% foi engano, 7% trote, 5 % orientação e 2.967 (70%) resultaram em envio da viatura para atendimento em domicílio ou em via pública. Os atendimentos de alta complexidade somaram (15%), média complexidade (43%) e baixa complexidade (42%).

Entre os destinos das remoções foram registrados 416 encaminhamentos para a Santa Casa (30%), 318 para o Hospital Escola Municipal (23%), 199 para a UPA 24h da Vila Prado (14%), 106 para a UPA da Aracy (8%), 73 para a Maternidade Francisca Cintra (5%), entre outros destinos. Foram registradas 288 intercorrências, quando o atendimento não é concluído pelo SAMU por motivos variados (20%), como remoção por terceiros (82), cancelamento pelo solicitante (64), recusa de atendimento pelo paciente (49), recusa de remoção (21), óbito constatado na chegada da equipe (17), paciente evadiu do local (19), cenário de risco para a equipe (7), óbito no local durante atendimento (5), entre outros.

Entre os atendimentos de alta complexidade foram registrados 40 de origem cardíaca/infarto agudo do miocárdio, queda/altura (38), colisão carro/moto (47), neuro/AVC (39), queda de moto (23), colisão carro/carro (23), moto/moto (5), colisão carro/muro/poste (11), capotagem de veículo (5), ferimento de arma branca (8), trabalho de parto prematuro (4), atropelamento por moto (4), enforcamento (1), entre outros. Nos de média complexidade os maiores atendimentos foram cárdio/outros (102), neuro/convulsão (97), desmaio (92), trabalho de parto (33), queimadura (9), tentativa de suicídio (7). Os de baixa complexidade somaram 111 ocorrências de anorexia/dificuldade para se alimentar, digestiva/dor abdominal (95), diarréia e vômitos (64), pediátrico/febre (49), abuso de álcool (43) e lombalgia (16).

Como funciona o atendimento
O SAMU realiza o atendimento de urgência e emergência em qualquer lugar: residências, locais de trabalho e vias públicas, contando com a Central de Regulação, profissionais e veículos de salvamento. A Central tem um papel indispensável para o resultado positivo do atendimento; sendo o socorro feito após chamada gratuita, para o telefone 192. A ligação é atendida por técnicos que identificam a emergência e, imediatamente, transferem o telefonema para o médico regulador. Esse profissional faz o diagnóstico da situação e inicia o atendimento no mesmo instante, orientando o paciente, ou a pessoa que fez a chamada, sobre as primeiras ações.

Esse mesmo médico regulador avalia qual o melhor procedimento para o paciente: orienta a pessoa a procurar um posto de saúde; designa uma ambulância de suporte básico de vida, com auxiliar de enfermagem e socorrista para o atendimento no local; ou, de acordo com a gravidade do caso, envia uma UTI móvel, com médico e enfermeiro. Com poder de autoridade sanitária, o médico regulador comunica a urgência ou emergência aos hospitais públicos e, dessa maneira, reserva leitos para que o atendimento de urgência tenha continuidade.

Quando chamar o SAMU ?
Em casos de problema cárdio-respiratório, intoxicação, trauma ou queimadura, trabalho de parto, tentativa de suicídio, acidente/traumas com vítimas, com produtos perigosos, vítimas de agressões físicas graves, afogamentos, choque elétrico e surtos psicóticos.

O trote (chamado indevido de ambulância) pode prejudicar outra pessoa que apresente risco de morte.

Comments system Cackle

Leia Também

Últimas Notícias