Menu
sábado, 31 de julho de 2021
Cidade

Rigor Alimentos é acusada de não pagar rescisões aos ex-funcionários

16 Fev 2012 - 15h29

Cerca 390 trabalhadores da Rigor Alimentos Ltda em São Carlos e 120 em Descalvado, acusam a empresa não ter pago as rescisões contratuais.

De acordo com os funcionários, a empresa obrigou os mesmos a assinarem uma folha em branco, alegando que precisariam do papel para dar entrada no fundo de garantia, o FGTS.

Alguns dos trabalhadores chegaram a dar entrada no seguro desemprego, porém foram surpreendidos pela notícia de que a empresa não teria depositado o FGTS.

No entanto está pratica é ilegal, já que o funcionário não precisa assinar a rescisão para poder dar entrada para ter direito ao  fundo de garantia. Basta ter em mãos o documento de aviso prévio que comprove a dispensa do trabalhador. Funcionários com menos de um ano de trabalho não são obrigados a fazer acordo com a empresa para receber o seguro.

A empresa confirmou as 510 demissões e alegou que a empresa passou por um período ruim em 2011, devido ao baixo preço do frango e o alto custo do milho.

Hoje a tarde deverá ocorrer um reunião no Ministério Público para tentar uma conciliação entre empregador e funcionários.

Os ex-funcionarios querem que a empresa pague os direitos trabalhistas a vista ou em um numero mínimo de parcelas.  Caso contrário, os funcionários demitidos deverão entrar com um processo na justiça para poderem receber o FGTS.

Comments system Cackle

Leia Também

Últimas Notícias