Menu
sexta, 17 de setembro de 2021
Cidade

RedeSanca e Banda Larga vão abrir novas oportunidades em São Carlos

28 Set 2010 - 17h48

A cidade de São Carlos vai oferecer mais oportunidades de negócios e serviços com a chegada de novas tecnologias. A instalação da RedeSanca e a inclusão no Programa Nacional de Banda Larga e a instalação do 13º Ponto de Troca de Tráfego (PTT) do país vão garantir à população a possibilidade de acesso mais rápido e serviços diferenciados de acordo com os participantes do seminário São Carlos, Banda Larga e RedeSanca: Perspectiva e Oportunidades. O evento foi realizado nesta terça-feira, dia 28, no auditório do Paço Municipal.

O prefeito Oswaldo Barba ressaltou a importância da RedeSanca, que faz parte do projeto do Governo Federal denominado Rede Comep, que são Redes Comunitárias de Educação e Pesquisa. “Essa rede só era instalada em grandes capitais, mas devido às características de São Carlos, conseguimos sua implantação no município”, afirmou. Barba disse que vários setores vão se beneficiar com a rede, melhorando os serviços para a população. “Vai permitir modernizar a gestão pública”, destacou.

Carlos Jordão, diretor de Tecnologia da Informação da Prefeitura, apresentou levantamento da implantação da banda larga em outros países. “O Banco Mundial estima que para cada 10% da população com banda larga registra-se aumento de 1,38% no PIB”, ressaltou.

Regina Borges de Araújo, coordenadora do Comitê Gestor da Rede Comep de São Carlos (RedeSanca), apresentou diversos benefícios com a implantação da rede no município. “A RedeSanca vai promover o desenvolvimento de soluções, aplicações e pesquisas inovadoras em diversas áreas”, ressaltou. Na área hospitalar, por exemplo, vai permitir a telemedicina, com a possibilidade de médicos conversarem de diversas partes do mundo para buscar soluções para eventuais doenças. Na Educação, ela apontou a possibilidade de maior integração entre as escolas, inclusive internacionais, além da garantia de acesso a acervos culturais em várias partes do mundo.

A implantação da banda larga vai garantir ainda mais investimentos públicos e privados no setor, avaliou Ricardo Lopes Sanchez, presidente da Associação Brasileira de Pequenos Provedores de Internet e Telecomunicações (Abrappit). “Isso vai permitir maior integração dos atores do mercado e maior integração entre o setor público e privado para oferta de banda larga”, explicou. Sanchez destacou ainda os três pilares para a inclusão digital: garantia de acesso à tecnologia digital, capacidade de operar a tecnologia do ponto de vista técnico e capacidade de aplicar essa tecnologia.

Milton Kashiwakura, professor assistente mestre da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e diretor de projetos do NIC.br ligado ao Comitê Gestor da Internet brasileira e Moderador do NAPLA, ressaltou que os investimentos em internet banda larga e infraestrutura de comunicação colocaram o país em um novo patamar internacional. “O Brasil acaba de se tornar atrativo para empresas internacionais”, destacou. O professor lembrou ainda que os investimentos em São Carlos vão se refletir também na região. Além disso, a cidade vai atrair empresas, que terão mais opções de serviços. “Estive no Fórum Brasil Conectado e testemunhei o empenho do prefeito Barba para incluir São Carlos no PNBL”, destacou durante sua apresentação.

A RedeSanca vai interligar universidades, centros de pesquisas, parques tecnológicos, equipamentos de saúde municipal como Hospital-Escola, Samu e Ceme, unidades escolares, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros na transmissão de conteúdo por meio da construção de um grande anel em fibra óptica de alta velocidade de transmissão de dados. Essa rede terá 36 km e investimentos aproximados de R$ 780 mil com recursos do Ministério da Ciência e Tecnologia. A sua conclusão está prevista para fevereiro de 2011.

São Carlos foi selecionado ainda entre os 100 primeiros municípios brasileiros que serão atendidos pelo Programa Nacional de Banda Larga (PNBL), que vai oferecer acesso mais barato à internet. Também conhecido como Brasil Conectado, o programa foi criado pelo Governo Federal com o objetivo de ampliar o acesso à internet em banda larga no país. O governo considera a banda larga uma importante ferramenta de inclusão, que contribui para reduzir as desigualdades e garantir o desenvolvimento econômico e social brasileiro.

PTT
Ponto de Troca de Tráfego (PTT) é definido como uma rede ou comutador de alta velocidade a que um número de redes pode se conectar através de roteadores, com o propósito de trocar tráfego ou interoperar. De acordo com o representante da NIC.br que esteve em São Carlos, atualmente o Brasil possui doze PTT em diversos estados. Em São Paulo somente Campinas possui o PTT e o próximo deve ser instalado em São Carlos.

Comments system Cackle

Leia Também

Últimas Notícias