Menu
segunda, 26 de outubro de 2020
Cidade

Realizada audiência sobre expulsão dos diretores do Sindicato dos Metalúrgicos

Contrário a expulsão, o Deputado Vicentinho se reunirá com os diretores da CUT para manifestar seu apoio

26 Nov 2009 - 17h37Por Redação São Carlos Agora
Aconteceu na manhã de ontem, 26, no Fórum Trabalhista de São Carlos, a primeira audiência de instrução e julgamento do processo movido pelos diretores do Sindicato dos Metalúrgicos de São Carlos e Ibaté, membros da CUT (Central Única dos Trabalhadores), que foram expulsos da entidade.
O processo, que pede o retorno dos dirigentes à diretoria do Sindicato, terá a sentença proferida pela Justiça em até 15 dias.

Hoje, na parte da tarde, o deputado federal Vicentinho (PT-SP) estará na cidade para cumprir agenda com o vereador Ronaldo Lopes (PT), e aproveitará a oportunidade para se reunir com os diretores da CUT, para manifestar seu apoio.

A partir das 18h30, Vicentinho concederá entrevista coletiva à imprensa, na sede do PT, localizada na Avenida São Carlos, 2830.

Entenda o caso

No dia 13 de agosto, a diretoria do Sindicato dos Metalúrgicos de São Carlos e Ibaté decidiu pela expulsão de seis dirigentes da entidade, membros da CUT (Central Única dos Trabalhadores).

O vice-presidente da CUT Nacional, José Lopez Feijó, afirmou em coletiva de imprensa no dia 10 de setembro, que recebeu um telefonema de Carlos Alberto Pereira, secretário geral da CGTB (Central Geral dos Trabalhadores do Brasil), a qual o Sindicato é filiado, pedindo-lhe para que intermediasse na discussão com os diretores do Sindicato, para que o mandato fosse concluído com tranqüilidade.

Assim no final daquele mesmo dia foi firmado então o acordo entre as duas centrais sindicais, os diretores que estavam sendo ameaçados de expulsão, o presidente do Sindicato Rosalino de Jesus de Barros e o diretor Antonio Cabeça Filho. Neste consistia o cancelamento da reunião de diretoria marcada para aquele mesmo dia, a desmobilização dos trabalhadores que foram até a porta da entidade manifestar apoio aos diretores que foram ameaçados de expulsão do quadro da diretoria e que nos próximos dias se iniciassem os diálogos de conciliação entre as partes.

Porém, após os membros da CUT cumprirem a sua parte no acordo, pedindo para que os trabalhadores que estavam na frente do Sindicato fossem embora, o restante da diretoria realizou de imediato a reunião e decidiu pela expulsão dos seis dirigentes da entidade.
comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias