Menu
sábado, 23 de janeiro de 2021
Cidade

Prefeitura e Damha apresentam as primeiras empresas do Parque Tecnológico

19 Dez 2011 - 21h08

O Grupo Damha e a Prefeitura de São Carlos anunciaram nesta segunda-feira (19) no auditório do Paço Municipal o início da terceira fase do Parque Eco-Tecnológico. Durante o anúncio compareceram o prefeito Oswaldo Barba, o presidente do CNPq, Glaucius Oliva, o presidente do Sahudes, Sebastião Cury, José Otávio Armani e Armando Paschoal, ambos do Instituto Inova. A primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade, Cidinha Duarte, o vice-prefeito, Emerson Leal e o vereador Ronaldo Lopes também prestigiaram o evento.

Também participaram do anúncio representantes das empresas, que foram apresentadas como as primeiras a se instalarem no Parque Tecnológico. São elas: Bioarte (Henrique Piccin e Isabel Piccin), Getesi (Fernando Guimarães), Mib (Omar Maluf), Razek (Renaldo Massini), DBA Online (Edson Ferreira).

De acordo com Armando Paschoal, do Instituto Inova, a terceira fase deve compreender a implantação de um Centro de Inovação, do Citesc (Centro de Ciência, Inovação e Tecnologia em Saúde de São Carlos), que recebeu uma área da Prefeitura para ser implantado, e a construção de empresas no interior do parque. O edital para contratar as obras do Citesc foi lançado neste mês pelo Instituto Inova.

A terceira fase irá propiciar o desenvolvimento produtos e tecnologias para área médica e biotecnológica, entre outras, além de expandir ainda mais a cidade, por meio da pesquisa e consequentemente dos serviços prestados à população.

Paschoal apresentou ainda dados sobre os investimentos do Grupo Encalso Damha para concluir a segunda fase do Parque Eco-Tecnológico. Segundo ele, o grupo investiu R$ 20 milhões em infraestrutura básica.

"Anunciar um lançamento desse tem tudo a ver com a nossa cidade, que é hoje a capital nacional da tecnologia. Acredito que seja fundamental, cada vez mais, termos diversidade de concepções e maneiras de fazer tecnologia, beneficiando o município e a população", disse o prefeito.

Sobre o Citesc, Barba acrescentou que as universidades e instituições de pesquisa de São Carlos utilizarão o Centro como um local para a transferência de tecnologia, dialogando e desenvolvendo tecnologias que possam resultar em melhores condições de tratamento a preços acessíveis.

Destacou ainda que São Carlos foi considerada a 13º melhor cidade para se viver no país, segundo o índice Firjan (Federação das Indústrias do Rio de Janeiro), e que esse empreendimento irá somar ainda mais à qualidade do local.  

Para a terceira fase do projeto do Parque Tecnológico estão previstos, inicialmente, R$ 2 milhões (Grupo Encalso Damha), R$ 7,8 milhões da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia e do FINEP, além de R$ 1,08 milhões para a aquisição de equipamentos (por meio de projeto junto ao CNPq e que acaba de ser aprovado). Já para a construção do Citesc, em sua primeira etapa de obras e aquisição de equipamentos, serão destinados, respectivamente, R$ 3,2 milhões e R$ 1,5 milhão (via Finep - Financiadora de Estudos e Projetos).

Presidente CNPq - Durante sua fala, o presidente do CNPQ, Glaucius Oliva, destacou o grande avanço que o Brasil teve na área de pesquisa e tecnologia, considerando que na década de 50, por exemplo, a população ainda vivia em sua maioria em áreas rurais. Destacou que hoje o país como um todo possui uma ciência pujante, com a constante criação de novas universidades (o Brasil possui cerca de 63 universidades federais em aproximadamente 200 municípios), entre outras características. "O contexto são-carlense é tão único e especial, que propicia ainda mais a emergência de avanços em ciência e tecnologia, como este anúncio do Grupo Damha, e que terá muitas empresas como parceiras," finalizou.
As primeiras empresas do Parque Tecnológico

A implantação das empresas está prevista para iniciar em 2012.

  • Instituto de Materiais Tecnológicos do Brasil: Ciência e Engenharia de Materiais (MIB) - Metais e Compósitos;
  • DBA OnLine Ltda - Tecnologia da Informação;
  • Razek Equipamentos Ltda - Fabricação de equipamentos médicos;
  • Getesi - Desenvolvimento de tecnologias para automação e comunicação de dados na área industrial, de saneamento e agricultura;
  • Bio-Art Equipamentos Odontológicos Ltda - Desenvolvimento, fabricação e comercialização de produtos para a área de odontologia;


•    Systherm do Brasil Indústria de Refrigeração Ltda - Equipamentos industriais para refrigeração.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias