Menu
segunda, 30 de março de 2020
Churrasco mais caro

Preço da carne vermelha dispara em São Carlos

Nas últimas semanas, os preços apresentaram variação de 20% a 50%; frigoríficos priorizam o mercado externo

22 Nov 2019 - 12h23Por Redação São Carlos Agora
As carnes vermelhas estão apresentando elevações nos preços nas últimas três semanas - Crédito: São Carlos AgoraAs carnes vermelhas estão apresentando elevações nos preços nas últimas três semanas - Crédito: São Carlos Agora

Quem não dispensa um churrasquinho aos finais de semana, prepare o bolso, pois os preços estão indigestos. Nas últimas semanas, a carne vermelha apresenta valores fora do comum, mesmo. O índice CPEA/Esalq/USP divulgado na quinta-feira (21) mostra o valor da arroba do boi gordo em R$ 227,40, uma variação de 33,22% no mês.

Em São Carlos, os relatos variam, assim como os preços – de 20% a 50%. E as perspectivas não são nada animadoras, como relatou o empresário Alberto Zago, da Casa de Carnes Tamoyo. “A arroba do boi estava a R$ 180 e nos próximos dias deve chegar a R$ 250”, comparou aos preços das últimas semanas. Ele confirmou uma variação de 30% a 50% nas carnes bovinas. Mas destacou elevações nos preços dos suínos (17%) e frango (20%). “Os consumidores entendem. Eles acompanham o noticiário e sabem que os grandes abatedouros estão priorizando o mercado externo”, disse. Ele prevê a falta de alguns tipos de cortes bovinos, assim como outras elevações de preços.

Zago lembra que o mercado chinês tem sido um grande comprador da proteína animal brasileira, depois do ataque da peste africana às criações de porcos. O aumento da renda do trabalhador chinês contribuiu para a elevação no consumo. “Os criadores também estão focando o rebanho ao mercado externo em função dos preços. A gente vende o pernil no balcão a R$ 9,90; no mercado externo, o preço é de R$ 19,90”, comparou.

Aumento pegou consumidores de surpresa. (foto SCA)

Pra não penalizar...

Antônio Carlos Carrara, da Casa de Carnes Carrara, assegura que para não penalizar o consumidor nas últimas semanas, segura ao máximo o repasse ao consumidor. Ele confirma que as carnes nobres como picanha e contra-filé apresentaram elevações expressivas nas últimas semanas. “A gente toma muito cuidado para não repassar o valor ao consumidor”. Em alguns estabelecimentos é possível se encontrar o quilo do contra-filé a R$ 49,90.

Leandro Bonifácio, da Casa de Carnes Sallum, disse que a alta no preço da carne vermelha ocorre faz três semanas. Ele atua há 20 anos no mercado de carne e atesta que os últimos aumentos estão acima da média.

Preços

O consumidor precisa rodar bastante para encontrar preços convidativos. Em um ‘atacarejo’ na rotatória do Santa Felícia, a picanha fatiada custava R$ 29,99. O contra-filé estava a R$ 34,99 e a maminha R$ 39,99. “O preço da carne subiu bastante. Tem que se substituir por outra coisa”, reclamou a dona de casa Maria Aparecida Gonçalves.

Na mesma região, em outro ‘atacarejo’, a fraldinha saía a R$ 23,50 o quilo e a picanha variava de R$ 31,50 (fatiada) a R$ 51,50 (inteira). Dependendo do frigorífico, o coxão mole custava de R$ 23,90 a R$ 28,90 e o contra-filé R$ 32,50. Todas essas carnes se apresentaram em embalagem a vácuo.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias