Menu
segunda, 27 de setembro de 2021
Cidade

Petrobras busca fornecedores e padrão tecnológico em São Carlos

28 Jun 2010 - 09h22Por Redação São Carlos Agora

As indústrias de São Carlos, Araraquara, Matão e São João da Boa Vista, que compõem a macrorregião 2 do Ciesp, conhecerão as oportunidades de negócios na cadeia de petróleo e gás, em evento nesta quarta-feira (30) no Ciesp de São Carlos.  
 
O Prominp - Programa de Mobilização da Indústria Nacional para o Setor de Petróleo e Gás, criado pelo Governo Federal em 2003, vem sendo apresentado às indústrias paulistas, desde o último dia 9, graças a parceria firmada com o Ciesp e Petrobras.     

A exemplo do Vale do Paraíba, Grande ABC, Jundiaí, Sorocaba, Limeira e Campinass indústrias paulistas, o programa será levado antes a Rio Preto (22) e Bauru (24), antes de ser apresentado em São Carlos. Até o presente, mais de 400 empresas já assistiram à apresentação feita por técnicos do Prominp e da Petrobras.  

"O objetivo é maximizar a participação da indústria nacional no setor de P&G, que está em franca expansão", assinala Alexandre Borges, executivo do Prominp. Segundo ele, só no âmbito da Petrobras, os investimentos nos próximos cinco anos somam US$ 174 bilhões, além da qualificação de mais de 200 mil pessoas por meio de parcerias com universidades e instituições como Senai e Instituto Federal (antigo Cefet).

O ciclo de palestras do Prominp vem disseminando informações sobre o Portal de Oportunidades (www.prominp.com.br), que permite cadastramento gratuito das empresas interessadas em oferecer bens e serviços à cadeia de petróleo e gás. Além do Portal, técnicos da Petrobras mostram também os caminhos para que indústrias obtenham o Certificado de Registro de Classifcação Cadastral (CRCC), primeiro passo para se tornarem fornecedoras diretas da estatal.

"A companhia gasta cerca de US$ 40 bilhões por ano na aquisição de bens e serviços de elevado padrão tecnológico, mas nada que as empresas brasileiras não possam executar", observou Heron Silva, executivo da estatal durante palestra a empresários em Campinas na última sexta-feira. Segundo ele, essas compras tendem a crescer exponencialmente, com as novas refinarias no Ceará, em Pernambuco e no Maranhão, que deve ser a maior do País, com a produção de 600 mil barris/dia. 

(Rubens Toledo, Agência Ciesp de Notícias)

Comments system Cackle

Leia Também

Últimas Notícias