segunda, 04 de julho de 2022
Tratamento grauito

Pesquisa da UFSCar oferece Acupuntura Tradicional e Acupuntura a Laser no tratamento de dor cervical

Estudo busca voluntários, para avaliação e tratamento gratuitos

26 Mai 2022 - 12h35Por Jessica Carvalho R
Pesquisa da UFSCar oferece Acupuntura Tradicional e Acupuntura a Laser no tratamento de dor cervical -

A dor cervical não específica é muito comum e atinge cerca de 50% dos brasileiros adultos, não está relacionada a alterações de estruturas do pescoço e outras doenças, mas a posturas inadequadas, tensão, estresse, movimentos repetitivos, utilização do computador, dentre outras causas.

Na tentativa de identificar formas de tratamentos eficientes, uma pesquisa de doutorado, desenvolvida no Programa de Pós-Graduação em Fisioterapia (PPGFt) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), está comparando as duas técnicas de acupuntura para tratar pessoas com dor cervical crônica não específica.

O projeto está buscando voluntários que tenham o problema para avaliação e tratamento gratuitos. A pesquisa está sendo realizado pela doutoranda Rafaela Peron Cardoso, sob orientação do Prof. Dr. Richard Eloin Liebano, docente do Departamento de Fisioterapia (DFisio) da UFSCar. Pesquisa

O projeto de pesquisa é inovador, e na hipótese de que ambas as terapias sejam igualmente eficientes na redução desta dor, existem vantagens na utilização de cada uma delas, como a indicação da técnica a laser, que se torna uma opção atraente por ser totalmente indolor não invasiva e segura e pode ser usada em pacientes que têm fobia de agulhas.

Voluntários

Para realizar a pesquisa estão sendo convidados voluntários, homens e mulheres, que tenham dor cervical há mais de 3 meses.

Os participantes serão atendidos em uma sessão única no Laboratório de Pesquisa em Recursos Fisioterapêuticos (LAREF) na UFSCar, realizado com agendamento prévio em uma quinta-feira de manhã.

Para participar, o interessado deve entrar em contato no WhatsApp da pesquisa: (16)997941012 ou e-mail: pesquisadorcervical.ufscar@gmail.com

Está pesquisa está aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da UFSCar (CAAE: 39912520.1.0000.5504).

Leia Também

Últimas Notícias