Menu
domingo, 17 de janeiro de 2021
Cidade

Parque Ecológico trata animais silvestres vítimas de atropelamento

28 Jun 2013 - 21h38
0 - 0 -

Entre os serviços socioambientais realizados pelo Parque Ecológico “Dr. Antonio Teixeira Vianna” de São Carlos, todos os anos mais de 200 animais silvestres são levados para tratamento ao Hospital Veterinário do Parque Ecológico. Os animais, geralmente vítimas de atropelamentos nas rodovias e estradas da região, são trazidos ao Parque pela Policia Militar Ambiental, Rodoviária e Corpo de Bombeiros.

Segundo Fernando S. Magnani, administrador do Parque, é obrigação da instituição oferecer esse serviço, dando a oportunidade de recuperação para muitos animais.  “São lobos guarás, onças pardas, seriemas, gaviões, corujas e outros animais como cachorro do mato e tatus, que recebem tratamento e que após se recuperarem podem, ou não, voltar à natureza”, explicou.

A médica veterinária do Parque, Ana Rita C. Salles, ressaltou que há casos de atropelamentos muito graves. “São animais pequenos que colidem com veículos grandes. Mesmo assim já tivemos muito sucesso em recuperar e devolver o animal à natureza. Se não houver essa possibilidade e o animal tiver alguma lesão permanente, ele fica no local e é mantido com boa qualidade de vida, até que tenha um destino adequado por parte da Secretaria do Meio Ambiente ou do IBAMA”.

Um exemplo de sucesso na luta pela recuperação e sobrevivência é o exemplar de onça parda, macho, conhecido como “Paraíba”, que chegou ao Parque há quase 10 anos. Quando chegou, após um grave acidente, o animal não se movimentava e apresentava várias fraturas e escoriações pelo corpo. O apelido carinhoso se deu em homenagem a um estagiário de veterinária, nascido em João Pessoa, capital da Paraíba, que na época contribuiu nos cuidados e recuperação da onça. Hoje “Paraíba” pode ser observado no recinto, juntamente, com outras fêmeas da espécie.

O Parque Ecológico Municipal, mantido pela prefeitura por meio da Secretaria Municipal de Serviços Públicos, é aberto para visitação gratuita de terça-feira a sábado, das 8h às 16h30, domingo, das 8h às 17h30, telefones 16-33614456 / 33612429 ou pesc@pesc.org.br.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias