Menu
quinta, 24 de setembro de 2020
Cidade

Parque Ecológico completa 33 anos nesta quarta-feira

08 Set 2009 - 19h56Por Redação São Carlos Agora
A Prefeitura de São Carlos através da Secretaria Municipal de Serviços Públicos administra o Parque Ecológico “Dr. Antônio Teixeira Vianna”, que nesta quarta-feira (9), comemora 33 anos de existência, proporcionando à população da cidade e região lazer, educação ambiental e participando ativamente da preservação e conservação da fauna selvagem e dos biomas brasileiros.

O Parque Ecológico nasceu como uma fundação em que figuravam como participantes a Prefeitura e a Universidade Federal de São Carlos (UFSCar).

Na ocasião a área proposta para sediar o Parque era a piscina pública, que durante muitos anos serviu como área de lazer da cidade e estava desativada.

Durante todos estes anos o local passou por diversas fases e há 20 anos pode organizar e instituir um plano de coleção, nos moldes dos zoológicos internacionais, direcionando seus trabalhos e esforços ao estudo e conservação da fauna sul americana em especial a brasileira. Esta especialização, diferente dos demais zoológicos brasileiros, rendeu ao parque uma projeção nacional e internacional no assunto conservação ex-sito (fora da natureza), como exemplo é possível citar a reprodução e estudo das Emas (espécie Rhea americana), ave nativa do cerrado brasileiro, ameaçada de extinção e o animal símbolo do Parque Ecológico de São Carlos, eleita por votação popular há mais de 15 anos.

Esta ave já foi reproduzida as centenas no Parque, foram encaminhadas pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis - IBAMA a diversos locais, inclusive para o repovoamento de áreas aonde ela já havia sido extinta.

De acordo com o biólogo e administrador do Parque Ecológico Fernando Magnani, este envio de animais nascidos em cativeiro para serem libertados com sucesso em áreas naturais é o ponto alto de qualquer trabalho. Além disso, outras áreas importantes também cresceram e se firmaram junto à comunidade, como a Educação Ambiental.

“Oferecemos passeios monitorados, cursos, palestras e eventos a cerca de 15.000 alunos e interessados todos os anos. Hoje os recursos do Parque são processados por pessoas de várias regiões do Estado. O lazer também cresceu e melhorou a qualidade”, explica Magnani.

Há algumas décadas o número de pessoas que visitavam o Parque não chegava a 1.000 ao mês, hoje são mais de 12.000 e este público continua a crescer.

Devido às mudanças climáticas e a necessidade de conscientização para a conservação da natureza, o futuro reserva ao Parque Ecológico uma grande importância junto à comunidade, auxiliando e fazendo sua parte para uma existência mais sustentável.
comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias