Menu
sábado, 25 de setembro de 2021
Cidade

Pais realizam campanha para conseguir recursos para ajudar no tratamento de criança com tumor no cérebro

28 Nov 2017 - 13h47
Foto: Marcos Escrivani - Foto: Marcos Escrivani -

O músico Gustavo Camilo Macedo, 38 anos e sua esposa, Elisandra Furquim, 35 anos, travam uma batalha diária: buscam recursos para ajudar no tratamento da pequena Isabela, de dois anos e meio que tem tumor no cérebro.

Ela passa por tratamento, mas os custos chegam a aproximadamente R$ 8 mil mensais. Hoje, passam por algumas dificuldades financeiras e por este motivo realizam uma campanha que conta com o apoio do São Carlos Agora.

Na manhã desta terça-feira, 28, os papais e Belinha receberam a reportagem em sua casa, no Jardim Embaré e contaram um pouco da história dessa pequena guerreirinha que mostra muita simpatia, é alegre e fã do desenho infantil Galinha Pintadinha.

Durante a entrevista, Gustavo e Elisandra disseram que Belinha, filha única, nasceu sadia mais com oito meses foi constatada que ela tinha hidrocefalia. Foi realizado o primeiro procedimento cirúrgico para colocar uma válvula que serviu como dreno.

Todavia, com um ano e três meses, os médicos diagnosticaram o tumor. "Ele está localizado no tronco cerebral. É um caso considerado raro, de difícil acesso e de grau 2", disse Gustavo. "Desde então ela passou por sete cirurgias que gerou atraso em seu desenvolvimento. Hoje faz fisioterapia e fonoaudiologia. Agora lutamos para que ela busque sua recuperação", emendou.

Apesar dos graves problemas que enfrenta, Belinha se mostra uma garotinha ativa, feliz. "O dia a dia dela é quase normal. Tem uma rotina tranquila. Mas passa por tratamentos alternativos e consome suplementos alimentares. Com regularidade tem sessões de inalação com álcool perílico que age no tumor e não permite que ele aumente. O gasto é grande, mas necessário", explica Gustavo, salientando que Belinha não pode passar por sessões de radioterapia. "Ela não possui três anos ainda".

LUZ NO FIM DO TÚNEL

Os pais de Belinha revelaram uma grata novidade e pode marcar 2018 como uma nova etapa na vida da família: No Graac (Grupo de Apoio ao Adolescente e à Criança com Câncer), um hospital público, um médico sinalizou com uma possível intervenção cirúrgica que poderá retirar o tumor ou grande parte dele.

"Estamos em um processo de exames e tudo sendo feito com calma. Até lá estamos torcendo para que tudo dê certo e que essa cirurgia possa acontecer e extirpar o tumor da Belinha e que ela possa ter uma vida normal. Pedimos a Deus para que tudo ocorra da melhor forma possível", afirmou Gustavo.

Mas até que isso aconteça, os pais de Belinha buscam auxílio e quem puder ajudar com qualquer quantia, entrar em contato pelo fone 99778-8243 (que também é WhatsApp).

O São Carlos Agora conclama as pessoas solidárias a participar desta ação solidária que seria um grande presente de Natal para essa pequena guerreirinha.

Comments system Cackle

Leia Também

Últimas Notícias