Menu
sábado, 31 de julho de 2021
Cidade

Na DBC, Marquinho diz que o prazo de validade do PT venceu

06 Jan 2012 - 16h21
0 - 0 -

O vereador Marquinho Amaral (PSDB), concedeu na manhã desta sexta-feira (6), uma entrevista no Jornal da DBC, onde foi entrevistado pelo comunicador Antonio Walter Frujuelli, diretor da rádio DBC FM.

Na oportunidade, Marquinho iniciou parabenizando a rádio DBC pela realização do seu show em comemoração aos 21 anos de sua fundação, em Ibaté, no mês de dezembro do ano passado, quando esteve presente, ao lado do prefeito daquela cidade, Zé Parrella, acompanhando a realização do evento.

Questionado sobre o atual quadro político da cidade, o vereador disse acreditar que atualmente em São Carlos existem dois setores da população: o que está contente e o que está contra o atual governo municipal. "Quem está contra o atual governo, quer mudança e exige renovação. Isso ficou claro nas ultimas eleições municipais, quando mais de 60% da população optou por votar contra o PT, embora a oposição estivesse desunida. Fatalmente, a atual administração acabou ganhando com uma pequena porcentagem de votos da população de São Carlos".

Marquinho acredita que cabe ao grupo de oposição ter "juízo" e lançar um único candidato que venha unir e não ir contra o PT, mas sim mostrar para São Carlos que "nós podemos fazer mais. Que podemos ter uma administração aonde não exista tanto buraco na rua, tantos problemas na Saúde pública, o empreguismo comendo solto na administração pública municipal, onde não exista mais de 2 mil crianças fora das creches e tantos desmandos, como dezenas de obras públicas iniciadas e paralisadas. Então as pessoas que queiram mudar isso, tem que votar contra o PT".

O vereador ressaltou que hoje existe na cidade uma frente ampla de oposição, do qual alguns partidos saíram à troco de negociatas e de cargos na Prefeitura Municipal. "O PT está utilizando o dinheiro público para fazer suas alianças, ou seja, oferecendo cargos políticos para formar um grande arco de aliança para que o prefeito Oswaldo Duarte continue no poder". Ele acredita que cabem as grandes lideranças políticas de São Carlos sentarem e se unirem em benefício da cidade para que volte a ter uma administração municipal com competência, honestidade e seriedade.

"Eu acho que o PT teve seu momento bom para a cidade e fez coisas que são elogiáveis, porém, teve muitas coisas ruins, como o endividamento da cidade, o sucateamento da frota municipal, a falta de uma organização e de estrutura aos funcionários de carreira, o caos que se encontra a Saúde pública, a falta de construção de escolas, que o atual prefeito vive falando que está construindo, mas não sai do discurso".

Marquinho ressaltou que o prazo do Partido dos Trabalhadores está vencido em São Carlos. "Eu comparo o PT em São Carlos como aquele remédio que fica guardado no armário e quando você vê, o prazo de validade está vencido. Você vai compra o remédio que o doutor te receita, ele cura seu problema antes de terminar e você o deixa guardado. Foi isso que aconteceu em nossa cidade. O prazo do PT venceu em São Carlos, então nós temos que pegar este remédio e jogar fora", comentou ele.

O vereador finalizou sua entrevista ressaltando que não vai aceitar participar de negociatas. "Quero me unir com um grupo sério que apresente ideias, propostas sérias em prol de São Carlos e com seriedade. Tenho muito chão para queimar e não vou ser conivente com falcatruas e coisas erradas. Vou participar de frente séria em prol de São Carlos, para que ela não seja só no discurso, uma cidade moderna e humana", finalizou.

Comments system Cackle

Leia Também

Últimas Notícias