Menu
sábado, 24 de outubro de 2020
Cidade

Metalúrgicos de São Carlos lutam pelas 40h em Brasília

11 Nov 2009 - 18h36Por Redação São Carlos Agora
Um grupo de diretores do Sindicato dos Metalúrgicos de São Carlos esteve hoje (11) participando, na capital federal, da 6ª Marcha à Brasília. O evento reuniu ontem um grupo de mais de 40 mil pessoas, entre elas sindicalistas e lideranças de várias centrais sindicais.

O movimento que começou no Eixo Monumental chegou até a Praça dos Três Poderes reuniu bandeiras com palavras de ordem e as maiores lideranças da CGTB, da Força Sindical, da Nova Central, da CTB , da UGT e da CUT.  A peregrinação foi recheada de palavras de ordem.

A festa democrática terminou em frente ao Congresso Nacional, onde as maiores lideranças trabalhistas do Brasil reforçaram o apoio às 40h semanais, assim como o deputado federal Vicente Paulo da Silva, que é o autor da emenda parlamentar que deve ser votada até o final do ano, reduzindo a jornada de trabalho.

O líder dos metalúrgicos, Rosalino de Jesus de Barros, afirmou que a 6ª Marcha foi uma grande vitória dos trabalhadores e representa a certeza de que haverá a redução da jornada de 44h semanais para 40h semanais. “São 40 mil pessoas neste momento histórico em que o Brasil é dirigido por um sindicalista e que a produtividade e a tecnologia sustentam esta possibilidade real de uma jornada menor, com a geração de 2 milhões de empregos e maior crescimento econômico”, afirmou ele.

O presidente nacional da CGTB, Antônio Neto, afirmou que as centrais colocaram muita gente no evento. “As vitórias dos trabalhadores têm sido fantásticas e temos certeza de que nossa luta resultará numa grande vitória”,  comentou ele. O presidente estadual da CGTB, Paulo Sabóia, disse que os trabalhadores estão muito unidos. “A presença dos metalúrgicos de São Carlos é fundamental, pois trata-se de um sindicato de luta. Esperamos a vitória para este ano”, ressaltou. Avelino Pereira, o Chinelo, uma das grandes lideranças da CGTB, também foi enfático. “´É uma marcha importante que dá resultados positivos. Vamos continuar a luta e nossa grande reivindicação são as 40h semanais”, disse ele.

As informações são da assessoria do sindicato.
comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias