Menu
sexta, 14 de maio de 2021
Cidade

Marquinho Amaral fala ao Jornal DBC

19 Jun 2012 - 16h48
0 - 0 -

O vereador Marquinho Amaral (PSDB), participou na manhã desta terça-feira (19), do programa Jornal DBC FM, pela referida emissora, onde foi entrevistado pelo comunicador Antonio Walter Frujuelli e pelo comentarista político, João Donizetti Scozzafave, ex-comandante da Polícia Militar de São Carlos.

Na oportunidade, Marquinho versou sobre diversos assuntos. Mais uma vez, o tucano elogiou Frujuelli pela modernização e pelo crescimento da emissora na região. "Quando venho aqui, todos comentam que me ouviu, pois é muito grande a audiência da DBC em nossa cidade e região", falou.

O comunicador iniciou a entrevista perguntando sobre quais assuntos que seriam discutidos na sessão ordinária que ocorreria nesta tarde de terça. "Nós teremos uma sessão aparentemente tranquila com as votações de suplementações de diversas secretarias da Prefeitura Municipal, dentre elas, da Saúde, que tem sido um assunto bastante discutido entre os vereadores atualmente".

De acordo com Marquinho, a população tem lhe procurado e reclamado muito sobre a situação da Saúde no município. "Já cobrei do vereador Normando Lima, que é presidente da Comissão de Saúde na Câmara, para que agendasse visitas dos vereadores nas unidades de saúde e, no entanto, até o momento nada. Eu tenho feito minhas visitas, sozinho e conversado com a população, notando que a situação está muito crítica mesmo. Depois que o atual secretário assumiu a pasta, a coisa só tem piorado", falou. "Nós vimos o desespero de uma mãe que atravessou seu carro na rua, tendo a Polícia Militar que intervir, pelo fato de seu filho não ter um atendimento digno de Saúde. O filho precisava de uma sonda, pois ele é portador de necessidades especiais e não foi atendido", completou.

Frujuelli também questionou o vereador sobre a questão da "Máfia das Multas". Marquinho respondeu dizendo que, infelizmente, a CPI não foi instaurada pelo fato da maioria dos vereadores não terem assinado ao requerimento que solicitava a abertura das investigações, porém, foram feitas denúncias paralelas à prefeitura e ao Ministério Público. "A atual administração abriu uma sindicância interna, na qual não recebemos nenhuma informação, embora eu esteja insistindo junto ao secretário de governo, João Muller, que nos envie o relatório desta comissão", contou. "O que tenho de concreto são informações de que, semanalmente, o Ministério Público está solicitando diversos documentos da Prodesp, órgão que tem convenio com a prefeitura, e está juntando uma farta documentação tanto daquele órgão como da própria administração municipal. O MP também já ouviu diversas pessoas supostamente envolvidas neste caso, em especial, aquelas que são ligadas ao prefeito municipal, secretários e funcionários em cargos de confiança. Aliás, eles têm notado, através dos documentos, que tinham base as denúncias por mim protocoladas no MP. Agora é aguardar, pois a nossa parte de vereador já foi feita", completou.

Ao final, Marquinho agradeceu ao convite do comunicador e afirmou que sempre estará à disposição da emissora para debater os assuntos da cidade de São Carlos.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias