Menu
domingo, 25 de outubro de 2020
Por preço mais competitivo

Mais de 100 motoristas são aguardados para novo protesto em posto de combustíveis

Definição do estabelecimento comercial será neste sábado, durante concentração que acontece em terreno ao lado do Sesc São Carlos

18 Mai 2018 - 08h38Por Marcos Escrivani
Mais de 100 motoristas são aguardados para novo protesto em posto de combustíveis - Crédito: Luciano Lopes Crédito: Luciano Lopes

O manifesto que tem como meta fazer com que os proprietários dos postos de combustíveis baixem os preços do etanol e gasolina em São Carlos continua neste sábado, 19. Mais de 100 motoristas são aguardados para o movimento que irá visitar pelo menos um estabelecimento comercial a ser definido pelos organizadores durante concentração prevista para às 10h no terreno localizado ao lado do Sesc São Carlos (sentido Shopping Center Iguatemi/centro), na Avenida Comendador Alfredo Maffei.

A informação foi passada por uma das idealizadoras do protesto, a autônoma Gisele Simões, 35 anos. Segundo ela, cada participante ao abastecer seu veículo irá colocar R$ 1 de etanol e/ou gasolina, irá pagar com cartão de crédito e solicitar, ainda, nota fiscal.

“O movimento será pacífico, obedecerá as leis de trânsito. Temos ciência que sábado, no horário do almoço, o movimento é intenso, e não queremos atrapalhar as outras pessoas. Todos têm o direito de ir e vir, mas queremos realizar um manifesto que achamos justo”, garantiu Gisele.

A autônoma, tem o apoio de Tiago Rossi, um dos colaboradores do manifesto. “Queremos que os postos baixem o preço e que os consumidores possam usufruir do combustível”, emendou Gisele. Os manifestantes acreditam que há um suposto cartel que não permite a competitividade de preços entre os estabelecimentos.

CHAMAR A ATENÇÃO

Gisele afirmou que o movimento quer ainda chamar a atenção das autoridades municipais (prefeito municipal Airton Garcia - PSB, vereadores e Procon) para que providências sejam tomadas. A manifestante reforçou que o protesto não tem data para terminar. “Quando ocorrer uma queda considerável”, comentou.

Ela firmou que o movimento começou após viagens que faz a São Paulo constantemente, por motivos pessoais. “Em postos de outras cidades o etanol custava R$ 2,29 em média e aqui em São Carlos aproximadamente R$ 2,80. Em contato com amigos, fizemos uma página no Facebook (De Olho no Preço) e criamos também dois grupos no WhatsApp. Hoje temos aproximadamente 500 participantes”, comentou.

Gisele disse ainda que se surpreendeu com o primeiro manifesto ocorrido sexta-feira, 11, quando mais de 100 motoristas aderiram a reivindicação. “Foi positivo, pois os grupos foram formados dois dias antes. Não deu para nos organizamos devidamente, mas sentimos que os preços começaram a cair esta semana. Foram alguns centavos. Mas caíram”, disse, animada.

A manifestante afirmou que isso foi uma injeção de ânimo para que o movimento continue e cresça ainda mais. “Vamos definir o(s) posto(s) de combustível(is) só no dia. Nem eu sei ainda. Mas a certeza é que acredito que teremos mais adeptos e superar 100 motoristas. Queremos que a população participe. Temos muita força e temos que usá-la com coerência, organização e de forma ordeira e pacífica. Chamo todos para estar conosco nesta iniciativa, pois são os consumidores que serão os beneficiados”, finalizou Gisele.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias