Menu
terça, 04 de agosto de 2020
Educação

Laboratórios de Ensino de Física é uma nova realidade para os alunos do IFSC/USP São Carlos

08 Jul 2020 - 06h28Por Redação
Laboratórios de Ensino de Física é uma nova realidade para os alunos do IFSC/USP São Carlos - Crédito: Divulgação Crédito: Divulgação

Os profissionais do Laboratórios de Ensino de Física de nosso Instituto (LEF-IFSC/USP) estão já ultimando os preparativos para uma nova realidade que se prolongará, no mínimo, até ao início do ano letivo de 2021.

Para o Curso Experimental de Física - 2, coordenado pelos Profs. Luiz Antônio de Oliveira Nunes e Eduardo Ribeiro de Azevêdo, as particularidades das aulas experimentais estão sendo preparadas desde junho último e adaptadas com o máximo de pormenor, para poderem ser realizadas em sistema remoto no início do segundo semestre deste ano letivo (20/07), com o intuito de que os alunos não percam nada sobre os inúmeros experimentos que irão ser feitos. Com estas aulas, os alunos do IFSC/USP ficarão preparados para prosseguir os mesmos experimentos no primeiro semestre de 2021, esperando-se que seja então em sistema presencial.

O técnico de laboratório, Leandro de Oliveira, tem se dedicado a revisar, testar e melhorar a coleta de dados de todos os experimentos que constam do curso, para posterior gravação das vídeo-aulas, enquanto Ademir Moraes, responsável pelo Serviço de Oficina Mecânica do Instituto se desdobra para construir e aperfeiçoar pormenores técnicos e peças integrantes dos inúmeros instrumentos.

O curso compreende as áreas de calorimetria, oscilações, rotações de corpos rígidos, densimetria, ondas estacionárias e processos técnicos em gases, pelo que o trabalho de ambos se assume importantíssimo para os estudantes.

“Tem sido um trabalho exaustivo, que envolve muitos pormenores. Tudo tem que ser revisado com muita atenção, para que nada falhe quando  as gravações das aulas online começarem. O que está em causa é que o aluno não perca nada em relação aos experimentos que irão ser feitos. Nada pode falhar…” , sublinha Leandro.

Para Ademir Moraes “O mais importante é que os pormenores das peças, dos relógios e dos marcadores não passem despercebido aos alunos, pois essas peças serão fundamentais para os resultados finais dos experimentos. Por isso, temos que readaptar peças e incluir outras para que os alunos não percam as temáticas neste segundo semestre, e para que possam ir adiante no seu curso, com sucesso. (Rui Sintra - Assessoria de Comunicação - IFSC/USP)

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias