Menu
sábado, 24 de julho de 2021
Cidade

Interior do Estado poderá ter resgate aéreo

28 Nov 2011 - 17h15

Uma rede de 4 helicópteros com pilotos e equipes treinadas especialmente para fazer o trabalho de resgate médico aéreo no Interior Paulista foi proposta pela Secretaria da Segurança Pública ao Palácio dos Bandeirantes.

A Polícia Militar, que fez o estudo, já conta com 35 aeronaves em todo o Estado mas não dispõe de unidades exclusivas para transporte aéreo em casos de urgência médica no Estado. Essa é uma das metas submetidas ao governador Geraldo Alckmin pelo secretário Antônio Ferreira Pinto, um entusiasta da tecnologia e da modernização como receita para melhorar o desempenho das polícias paulistas.

Nessa linha, todos os veículos da PM serão equipados ainda este ano com acesso aos bancos de dados criminais com a entrada em operação de 17 mil tablets nas viaturas. Como novas soluções para reforçar as polícias, Ferreira Pinto cita a contratação de mil agentes de escolta que aliviarão serviços que hoje competem a policiais militares e a saída das Ciretrans da órbita de competência da secretaria.

Na última sexta-feira, o governo estadual divulgou os indicadores de violência de outubro que apontam na média estadual, segundo a interpretação da Secretaria da Segurança Pública, taxa de 9,72 homicídios por 100 mil habitantes/ano. O índice é levemente abaixo do considerado limite pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para caracterizar epidêmica a violência - 10 homicídios por 100 mil habitantes/ano.

Antes disso, na terça-feira à noite, Ferreira Pinto visitou a sede da APJ - Associação Paulista de Jornais, em São Paulo, onde foi recebido pelo presidente da entidade, Renato Zaiden, e deu entrevista respondendo linearmente a todas as questões. Só descontraiu ao exibir tatuagem no peito do emblema do seu time favorito, o Corinthians, sem se deixar fotografar. Segue a íntegra dos tópicos abordados:

Comments system Cackle

Leia Também

Últimas Notícias