Menu
sábado, 26 de setembro de 2020
Cidade

Greve na Tecumseh entra no segundo dia

02 Out 2014 - 15h42
0 - 0 -

Os trabalhadores na Tecumseh do Brasil entraram  em seu segundo dia de greve nesta quinta-feira (02/10). A paralisação segue por tempo indeterminado, e tem como objetivo pressionar  a empresa para avançar na pauta de reivindicações da Campanha Salarial.

No início do mês o sindicato patronal ofereceu 6,35% de reajuste salarial, índice que cobre a reposição da inflação do período da data-base da categoria metalúrgica, 1º de setembro. Como a proposta não apresentava aumento real, a Federação Estadual dos Metalúrgicos da CUT, a FEM-CUT, entregou o comunicado de greve ao sindicato patronal no dia 11/09. Na sequencia, uma nova assembleia foi realizada na Sede do Sindicato dos Metalúrgicos, onde foi encaminhado um novo aviso de greve para a empresa no dia 22/09.

Após três meses de negociações com a direção do Sindicato, a Tecumseh, ofereceu um reajuste de 5%, ou seja, valor abaixo da inflação.

Segundo o presidente do Sindicato, Erick Silva, a proposta da empresa é um desrespeito aos trabalhadores. “Cerca de 40%

http://media.saocarlosagora.com.br/uploads/tecumseh-ii-3.jpg

 da categoria já obteve reajuste acima de 8,35% e na Volkswagen o valor foi de 9,33%. É simplesmente absurda a proposta apresentada pela Tecumseh”, explica.

Para Vanderlei Strano, depois de três meses de o Sindicato investir no diálogo, não foi possível superar a intransigência daempresa. “Os trabalhadores decidiram pela paralisação por que a empresa não nos deu alternativa e estão dispostos a lutar sim por um reajuste digno, com INPC + aumento real. Não podemos aceitar nada abaixo disso”, disse o vice-presidente do Sindicato.

No próximo domingo (05/10), será realizada uma assembleia com todos os trabalhadores para o debate de proposta, caso seja apresentada pela empresa, ou definirem como o movimento será conduzido na próxima semana. O evento, será às 9h, na Sede da Sindicato.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias