Menu
quinta, 29 de julho de 2021
Calor humano no DNA

Garotinha de 10 anos junta lacres e tampinhas para trocar por cadeira de rodas

Iniciativa chamou a atenção e ganhou parceria do Leite Sem Fronteiras; união aconteceu graças ao São Carlos Agora

21 Jul 2021 - 06h56Por Marcos Escrivani
Yasmin, sobre juntar lacres e tampinhas: “Sinto uma enorme gratidão por poder ajudar alguém. É uma sensação tão boa” - Crédito: Marcos EscrivaniYasmin, sobre juntar lacres e tampinhas: “Sinto uma enorme gratidão por poder ajudar alguém. É uma sensação tão boa” - Crédito: Marcos Escrivani

O senso de solidariedade e amor ao próximo de uma garotinha de 10 anos fez com que o projeto social Leite Sem Fronteiras passe a apoiar uma nobre causa. E a união aconteceu graças ao portal São Carlos Agora. Com isso, os beneficiados serão as famílias carentes que estão na fila de espera por cadeiras de rodas.

Essa corrente do bem se originou ao fato de Yasmin Oliveira Ribeiro, 10 anos, abraçar uma campanha que visa juntar tampinhas plásticas de garrafas pet e de lacres de latas de alumínio e após uma determinada quantia, troca-las por cadeiras de rodas.

Yasmin reside no Residencial Romeu Tortorelli. Filha do carpinteiro Gerson Ribeiro de Almeida, 30 anos e da social mídia Jazielia Oliveira Santos Almeida, 33 anos, é irmã de Giovana, de 1 ano e 10 meses. Hoje está no 4º ano do Ensino Básico.

Com apenas 8 anos, Yasmin teve orientações na Escola Municipal de Educação Básica Angelina Dagnone de Melo, no Jardim Santa Felícia de que as tampinhas e lacres poderiam ajudar famílias carentes que não tinham condições de comprar cadeiras de rodas.

“Eu era ‘novinha’, mas fiquei tocada, pois o que a gente juntasse poderia ser convertido em cadeira de rodas”, disse em entrevista ao São Carlos Agora.

Há dois anos, a pequena solidária passou então a juntar em sua casa o que lhe foi solicitado na escola. “Quando eu saia de casa ia pegando pela rua, quando meus pais compravam refrigerantes e de amigos da minha mãe. Depois que eu tinha uma boa quantia, eu levava para a escola ou onde eu fazia ballet. Ficava feliz porque eu ajudava um pouquinho e tudo ia para a Santa Casa”, afirmou. “Eu levava em garrafas e em sacolinhas as tampas e os lacres. Não sei quanto eu já juntei, mas foi bastante. Mas prometo que vou continuar e não pretendo parar nunca”, antecipou Yasmin.

PEQUENA NOTÁVEL QUER IR ALÉM

“Eu me sinto muito feliz em poder ajudar as outras pessoas. Mas queria que mais gente desse uma força”. Com esta frase, há algumas semanas, Yasmin buscou explicar que tinha o desejo de tornar público a sua campanha, mas queria o apoio de uma entidade que (segundo suas próprias palavras) não tivesse vínculos políticos. “Uma entidade não governamental”, pontuou.

Assim, com a ajuda da mãe, o São Carlos Agora entrou na história. Ambas buscavam a instituição e como leitoras do portal, chegaram ao projeto social Leite Sem Fronteiras. Não demoraram para conseguir o WhatsApp da idealizadora do programa, Patrícia Nazzari.

“Como eu já juntava as tampinhas e lacres mas queria o apoio de uma instituição sem vínculos políticos, vi uma matéria do Leite Sem Fronteiras no SCA. Como o projeto doava leite, alimento, roupas, agasalhos, conversamos com a Patrícia e pedimos ajuda”, revelou Yasmin. “De pronto ela ofereceu a parceria e disse que ia divulgar a campanha para a gente conseguir mais colaboradores e assim poder atender mais famílias carentes”, emendou a pequena voluntária.

Entusiasmada, Yasmin afirmou que seu coração se encheu de alegria. “Sinto uma enorme gratidão por poder ajudar alguém. É uma sensação tão boa”, explicou. “Isso devo aos meus pais que me orienta no sentido de ajudar o próximo sempre. Por isso que tomei esta iniciativa”, completou.

MAMÃE REALIZADA

Ao lado da filha, Jazielia era só orgulho. Naturais de Santo Estêvão, cidade próxima a Feira de Santana/BA, residem em São Caros a sete anos. Indagada sobre a iniciativa de Yasmin, a mãe não se conteve.

“Viemos da Bahia e desde bebê minha filha demonstra amor a todos os seres vivos. Ela tem um coração bom. Somos de origem humilde e sempre orientamos ela a demonstrar sua bondade com atitudes. Ajudar e ser solidária mesmo que a gente tenha pouco a oferecer. Assim, na escola onde estuda, a Yasmin teve conhecimento que seria colocado uma caixa onde seria colocado lacres e tampinhas para serem trocadas por cadeiras de rodas e ajudar famílias que estão na fila de espera. A gente não tem carro e desde então, quando saímos, a Yasmin vai junto e no caminho, ela pega os lacres e as tampinhas e guarda em sua bolsinha. Traz para casa e vai juntando. Ela me enche de orgulho e me sinto recompensada”, disse a mãe.

LEITE SEM FRONTEIRAS E SCA ABRAÇAM A CAUSA

O São Carlos Agora com a divulgação e o Leite Sem Fronteiras abraçaram a campanha da pequena Yasmin, que poderá ver sua iniciativa ampliada.

Segundo Patrícia Nazzari é comovente ver uma criança preocupada com causas sociais e por esse motivo a idealizadora do programa social será parceira nesta iniciativa.

“Vamos juntos nesta iniciativa e incentivar a Yasmin”, garantiu. Segundo Patrícia, a parceria vai tentar alcançar muitos doadores. “A cada 20 lacres ou tampinhas que as famílias juntarem vamos trocar por um quilo de alimento não perecível ou de leite”, prometeu.

De acordo com Patrícia, as pessoas que a partir de agora juntar as tampinhas e/ou lacres, podem acumular em casa e quando tiver uma boa quantidade irão buscar. “Isso até criarmos os pontos específicos de coletas”, disse Patrícia. Contatos podem ser mantidos pelo fone 16 99176-8085 (Patrícia).

Comments system Cackle

Leia Também

Últimas Notícias