Menu
sexta, 07 de maio de 2021
Cidade

Futuros físicos trocam férias por conhecimento

18 Jul 2012 - 15h58

A Embrapa Instrumentação (São Carlos – SP) recebe nesta quinta-feira, dia 19, a partir das 14 horas, 30 alunos de ensino médio que participam da Escola de Física Contemporânea do Instituto de Física (IFSC) da USP. Os estudantes estão trocando parte do período das férias de julho para mergulhar no mundo da ciência e da tecnologia, enquanto a grande maioria de seus colegas da mesma faixa etária – 15 e 16 anos - e mesmo grau de escolaridade aproveitam para descansar ou viajar nesta época do ano.

A visita à Embrapa Instrumentação faz parte do programa da Escola de Física Contemporânea, que ainda é composto de aulas expositivas e experimentais, com tópicos sobre física clássica e física moderna, palestras sobre temas atuais de física e visitas a empresas de alta tecnologia de São Carlos.

Na Unidade, os alunos terão a oportunidade de conhecer laboratórios como o de ressonância magnética nuclear, microscopia eletrônica de varredura, microscopia de força atômica, agroenergia, fotoacústica e fototérmica, óptica e fotônica, nanotecnologia, além de interagir com cientistas da área de física que deixaram de trilhar o caminho tradicional para empregar seus conhecimentos no campo agrícola.

Criada em 1984, a Embrapa Instrumentação nasceu com a missão de aplicar os conceitos das ciências exatas na agropecuária, tanto que a equipe de pesquisadores é basicamente formada por profissionais da área de física, engenharia elétrica e eletrônica, engenharia mecânica, engenharia de materiais, além de engenharia química, química e farmácia bioquímica.

O chefe-geral Luiz Henrique Capparelli Mattoso acredita que “será uma oportunidade ímpar para os alunos conhecerem como conceitos de ciências básicas podem ter aplicações formidáveis na agricultura e pecuária, como o desenvolvimento de instrumentos para monitorar, avaliar e qualificar processos e produtos agropecuários, dentre várias outras possibilidades e motivá-los a seguir a carreira de pesquisa”.

Para o professor do IFSC, Eduardo Ribeiro de Azevedo, a visita representa uma oportunidade para os estudantes de conhecer uma empresa de base tecnológica e de ciência aplicada e está inserida no contexto do programa da escola que “é mostrar para alunos talentosos como é o mundo da pesquisa, a importância de C&T na geração de conhecimento e riquezas no país e como funcionam alguns dos principais grupos de pesquisa no Brasil”. Segundo ele, a proposta é também chamar a atenção do aluno para o empreendedorismo, tanto que uma parte de fundamental importância são atividades que envolvem palestras de empresários do setor de alta tecnologia e visitas a empresas.

Escola de Física Contemporânea

O professor explica que a filosofia da escola é de imersão total, das 8 da manhã às 21 horas, durante sete dias. Este ano, a escola está sendo realizada no período de 14 a 21 de julho com estudantes de várias regiões do Brasil como Paraíba, Goiás, Minas Gerais, Rio Grande do sul e do Estado de São Paulo - Barueri, Ilha Grande, Atibaia, Ribeirão Preto, Presidente Prudente, Guarulhos, São José do Rio Pardo, São Carlos, entre outras.

“Os estudantes que participam da escola são selecionados baseados em suas atuações em eventos educacionais como olimpíadas de Física, Matemática, Astronomia, Química e Ciências”, acrescenta Eduardo de Azevedo. Os alunos que estão participando este ano têm premiações em algum desses eventos, sendo a maioria medalhistas de ouro na olimpíada brasileira de Física. A escola recebeu 300 alunos em 10 anos.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias