Menu
domingo, 17 de janeiro de 2021
Cidade

Família de Marcus Honda faz manifestação em frente ao Fórum Criminal

Hoje completa dois anos que o jovem foi assassinado a facadas em uma festa no Jardim Tangará.

26 Jun 2013 - 17h05
Janaina Muller Modenutti, mãe de Marcus Honda. (Foto: Tiago da Mata / SCA) - Janaina Muller Modenutti, mãe de Marcus Honda. (Foto: Tiago da Mata / SCA) -

Na tarde desta quarta-feira (26) familiares e amigos de Marcus Pereira Honda Filho, morto a facadas na madrugada do dia 26 de junho de 2011, durante uma festa no Jardim Tangará, fizeram um protesto em frente ao Fórum Criminal pedindo justiça e agilidade no processo.

Veja a carta enviada pela família à imprensa.

Hoje completa dois anos da morte do rapaz e a mãe, Janaina Muller Modenutti, espera que o caso não caia no esquecimento e que quando for a Júri Popular, que a justiça seja feita.

"Eu não quero que se esqueçam do caso do meu filho, não quero que deixem o caso parado, quero que isso se resolva rápido para tirar esse assassino na rua pois outras pessoas estão sujeitas a esse rapaz pegar e esfaquear a sangue frio como ele fez com meu filho", relatou Janaína.

Em conversa com a imprensa, Janaína falou bastante emocionada da saudade do filho. "Foram dois anos e parece que é aquela noite, que me ligaram falando que meu filho estava na Santa Casa, que ele tinha sido esfaqueado, queria que este dia nunca tivesse acontecido na minha vida. Ele era um filho maravilhoso, só a saudade ficou, ele me faz muita falta. Não quero que esse bandido fique solto por aí, que outras família passem pelo que eu passei, ele tem que pagar pelo que fez", afirmou ela.

http://media.saocarlosagora.com.br/uploads/manifestacaohonda16.jpg

Cerca de 30 pessoas, entre amigos e parentes de Marcus estiveram em frente ao fórum, carregando faixas e pedindo justiça. Eles ficaram também por um tempo exibindo as faixas aos motoristas na Rua Alexandrina e na Conde do Pinhal, enquanto o semáforo estava fechado.

Processo

Atualmente o processo está no Tribunal de Justiça (TJ) de São Paulo, aguardando a decisão de um recurso contra a decisão do juiz de encaminhar o caso à Júri Popular.

Em conversa com Antonio Benedito Morello, Juiz de Direito da 1ª Vara Criminal de São Carlos, ele nos informou que o processo ainda não foi encaminhado para a vara do Júri de São Carlos.

Ele afirmou ainda que assim que o processo chegar, se não ocorrer nenhuma complicação, entre 60 e 90 dias poderá ocorrer o Júri Popular do acusado.

Segundo a mãe de Marcus, o TJ negou o recurso de defesa do acusado. Diego Rogério de Freitas Braz, acusado da morte de Marcus, aguarda o julgamento em liberdade.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias