Menu
domingo, 18 de abril de 2021
Cidade

Ex-funcionários da Athenas são contra doação de ônibus à Prefeitura

Empresa teria doado aproximadamente 30 coletivos para ajudar no transporte de usuários; Sindicato promete entrar na Justiça

15 Fev 2018 - 11h21
Foto: Marcos Escrivani - Foto: Marcos Escrivani -

A novela que envolve o transporte público de São Carlos ganhou mais um capítulo na manhã desta quinta-feira, 15, quando o Sindicato dos Empregados de Transportes Rodoviários Urbanos e Fretamento Intermunicipal e Suburbano de São Carlos realizou uma assembleia envolvendo ex-funcionários da Athenas Paulista que se mostraram contra à doação de ônibus da empresa à Prefeitura Municipal para que seja suprida a falta de coletivos da Suzantur que prestam serviços à comunidade.

A Prefeitura Municipal fez uma intervenção junto a empresa e hoje 84 coletivos fazem o transporte de passageiros no município.

Em entrevista ao São Carlos Agora o advogado Amador Perez Bandeira garantiu que, caso o ônibus da Athenas (aproximadamente 30) sejam realmente doados e comecem a circular afirmou que o sindicato entrará com uma ação na Justiça. "Se a Athenas deve aos funcionários não tem cabimento eles doarem ônibus. A ideia é solicitar na Justiça que seja feita uma licitação pela Prefeitura e que a doação se torne em aluguel e os recursos adquiridos sejam revertidos para pagar o que a empresa deve aos ex-funcionários", disse Amador.

Contudo, o sindicalista acredita que esta doação "dê para trás" após a repercussão negativa que teve nas redes sociais e na imprensa. "Acredito que a Prefeitura Municipal não coloque esses coletivos na rua. Se colocar, iremos acionar a Justiça", prometeu.

REVOLTA

Segundo Amador, a iniciativa da Prefeitura em parceria com a Athenas causou revolta nos ex-funcionários que há aproximadamente dois anos esperam pelo acerto de contas. "Muitos ainda estão desempregados e passam por necessidades. Quando eles ouvem uma notícia que a Athenas vai doar os ônibus, ficam revoltados. Penso que os coletivos poderiam ser alugados e o dinheiro revertido para o processo que corre na Justiça", observou.

DÍVIDA

Hoje, a Athenas deve há aproximadamente 2 anos para 635 ex-funcionários (incluindo FGTS) aproximadamente R$ 16 milhões. Na manhã desta quinta-feira, 15, em frente à sede em São Carlos, na rua Padre Teixeira, aconteceu uma assembleia. Na pauta a arrematação em leilão da garagem da empresa por R$ 1,9 milhão.

Os ex-funcionários, em sua unanimidade, concordaram para que o Sindicato não recorra e o valor seja rateado entre os envolvidos. "Tem ex-funcionários que tem direito a R$ 7 mil. Mas há os cargos mais altos cujo valor chega a R$ 100 mil. Mas quem irá determinar a distribuição do dinheiro será o Juiz e os primeiros a receber serão os ex-funcionários que tem processos líquidos, ou seja, concordaram com o cálculo rescisório. Se não tiver nenhum recurso, o dinheiro sairá em abril", disse Amador.

MAIS DINHEIRO

O sindicalista afirmou ainda que o saldo devedor da Athenas é grande, mas há outras frentes para que sejam adquiridos os recursos para os ex-funcionários, como aproximadamente 30 ônibus que estão penhorados e dois precatórios na Justiça que totalizam R$ 9 milhões. "Mais isso é mais complicado, pois a Prefeitura Municipal recorre à Justiça", disse.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias