Menu
domingo, 25 de outubro de 2020
Cidade

Encontro na OCB destaca papel do Ramo Educacional

Cooperativismo educacional oferece ensino de primeira linha com a participação de pais na administração da escola

30 Out 2009 - 11h22Por Redação São Carlos Agora
A educação foi a grande causa defendida nesta quarta-feira (28/10) por líderes, parlamentares e representantes do cooperativismo educacional de todo o País, na sede da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), em Brasília (DF). Márcio Lopes de Freitas, presidente da instituição, fez a abertura do 1º Encontro Nacional das Cooperativas Educacionais lembrando que a educação é a base do desenvolvimento e que por meio dela é possível criar um terreno sólido para cumprir o sexto princípio cooperativista: Educação.

“Pelo cooperativismo educacional, é possível ter um ensino de primeira linha, com a participação de pais na administração da escola e, com mensalidades muito abaixo daquelas praticadas por escolas particulares convencionais”, enfatizou Freitas um publico de aproximadamente 50 pessoas, com representantes de 14 estados.

"Existem dois caminhos para o desenvolvimento do País e eles se encontram aqui neste auditório: cooperativismo e educação. Desta forma a senadora Marisa Serrano, que representa o Ramo Educacional na Frente Parlamentar do Cooperativismo (Frencoop), resumiu a importância do trabalho que a OCB e as organizações estaduais, junto com os cooperados, vem fazendo em prol da educação dos brasileiros.

A senadora ressaltou que hoje existem 327 cooperativas educacionais, que congregam 57.331 associados e 2.980 empregados. “Esses números são suficientes para demonstrar que as cooperativas são a melhor solução para pais e alunos, pois se tornam menos onerosas e realizam uma educação comprometida com o desenvolvimento da comunidade", enfatizou dizendo ainda que o trabalho que o representante Nacional do ramo junto à OCB, Marcos Henrique dos Santos, vem realizando.

Conquista - Também participou da abertura o deputado e membro da Frencoop Lobbe Neto. Em seu pronunciamento, lembrou de um importante passo, referindo-se ao Projeto de Lei (PL) 547/2007 ou (PLC 34/2009), sancionado em agosto deste ano pelo presidente Lula, transformando-se na Lei no. 12.020 de 2009. Lobbe frisou que a lei inclui a denominação “cooperativas educacionais”, em substituição a “cooperativas de alunos, professores e pais”, como entidades comunitárias inseridas na categoria de instituição privada de ensino e acrescenta no texto a expressão "sem fins lucrativos", adequando a lei aos princípios cooperativistas.

A deputada Rebecca Garcia, também integrante da Frencoop, por sua vez, destacou a importância de ter representantes do Ramo Educacional atuando junto aos parlamentares, um trabalho que, segundo ela, tem sido muito bem feito, e com a coordenação da OCB. Para ela, a educação é uma causa nobre que exige dedicação e perseverança, pois os resultados não são imediatos, a exemplos do que acontece com outros ramos.

 
comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias