terça, 05 de julho de 2022
Diversidade

Em maio o Sesc realiza o projeto Legítima Diferença

São ações que buscam evidenciar realidades e desconstruir preconceitos e estereótipos vinculados às pessoas LGBTQIA+

18 Mai 2022 - 06h56Por Redação
Em maio o Sesc realiza o projeto Legítima Diferença -

No dia 17 de maio de 1990, a Organização Mundial de Saúde (OMS) retirou a homossexualidade da Classificação Internacional de Doenças e Problemas Relacionados com a Saúde (CID). Em 2004 essa mesma data foi adotada como Dia Internacional contra a Homofobia, Transfobia e Bifobia, um dia de conscientização contra o preconceito e a patologização das pessoas LGBTIA+ (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Trans, Intersexuais e Assexuais). Ainda assim, as vidas e vivências de todas elas continuam sendo atravessadas cotidianamente pelo desrespeito e a violência contra seus corpos, suas memórias e seus direitos.

Por isso, durante o mês de maio, o Sesc São Paulo realiza o projeto Legítima Diferença, um conjunto de ações que buscam evidenciar realidades e desconstruir preconceitos e estereótipos vinculados às pessoas LGBTQIA+, fomentando a livre expressão das diferenças, o espaço de diálogo e convivência, o respeito e a transformação social. 

Compondo esse projeto, no período de 17 a 22 de maio acontece no Sesc São Carlos o Espaço Vulcanica Pokaropa, uma intervenção artística no foyer do teatro com obras da artista e performer travesti, criadora da série Desaquenda, Vulcanica Pokaropa. É um convite para diálogos e vivências durante toda a semana. 

Na quinta, dia 19 de maio, o encontro Para onde miram seus olhos? traz Alice Agnes e Lui Castanho para uma conversa com Vulcanica sobre a produção artística de pessoas Transexuais, Travestis e Não Bináries no Brasil. Na sexta, dia 20, a Cia Fundo Mundo apresenta Sui Generis, um espetáculo circense que aborda a transgeneridade de forma provocativa, trazendo o humor como ferramenta de questionamento. E no sábado, dia 21, uma oficina de Iniciação ao Bambolê, quando Vulcanica ensinará alguns truques e manobras feitas com o aro. 

 

 

PROGRAMAÇÃO COMPLETA

Espaço Vulcanica Pokaropa 

Intervenção artística com obras da artista Vulcanica Pokaropa. Travesti formada em fotografia, Mestra em teatro pela Udesc, Doutoranda em Artes pela UNESP e integrante da Cia Fundo Mundo, Vulcanica pesquisa a presença de pessoas transexuais, travestis e não bináries no teatro, performance e circo. É autora da série Desaquenda composta de impressões sobre lona e 12 episódios que reúnem entrevistas com artistas trans, travestis e não-bináries sobre arte, performance, teatro, processos de formação e vulnerabilidades. @vulknik. 

bate-papo
Para onde miram seus olhos?

Com Lui Castanho, Vulcanica Pokaropa e Alice Agnes

Um debate sobre a produção artística de pessoas Transexuais, Travestis e Não-Bináries no Brasil.

"Sempre tivemos dificuldade em conseguir acessar espaços de visibilidade e poder por conta da estrutura social em que vivemos, mas hoje estamos chegando a lugares até então não ocupados e a arte tem sido uma ferramenta bastante utilizada por nós como estratégia de sobrevivência, mas a pergunta que fica é: Para onde miram seus olhos?"

Lui Castanho é circense, roteirista e produtor cultural. Graduando em Produção Cultural na Faculdade Belas Artes e formado na Escola de Palhaços do Circo da Dona Bilica, através do Prêmio Carequinha de Estímulo ao Circo 2015. Integra a Cia Fundo Mundo, grupo circense formado exclusivamente por pessoas trans e o núcleo de gestão do Encuentro Latinoamericano de Circo LGBTIA+.

Vulcanica Pokaropa é travesti, mestra em Teatro pela Udesc, performer, produtora da série "Desaquenda" e integrante da Cia Fundo Mundo - cia de circo formada exclusivamente por pessoas transexuais, travestis e não binárias.

Alice Agnes Selva é artista visual e estudante de Tradução e Interpretação Libras/Português na UFSCar.

Trabalha criando ilustrações que representam mulheridades, suas singularidades, potências e também representações de corpos híbridos entre humanos e outros seres, como forma de metáfora sobre a corporalidade trans.


Dia 19/5, quinta, às 19h30
Teatro
Grátis - Retirada de ingressos na Central de Atendimento com 1 hora de antecedência. 2 ingressos por pessoa. Lugares limitados.
16 anos

--------------

Circo

Espetáculo
Sui Generis
Cia Fundo Mundo
Companhia circense formada exclusivamente por pessoas transgêneras, travestis e não-binárias. Fundada em 2017, se reúne sob o mote de que o corpo trans é dotado de potência e utiliza seus próprios corpos como motores de pesquisa e criação. "Sui Generis" é sua primeira obra, com estreia em 2018, um espetáculo que aborda a transgeneridade de forma ácida e provocativa, trazendo o humor como ferramenta de questionamento.
Elenco: Helen Maria, Juno Nedel, Lui Castanho, Noam Scapin e Vulcanika Pokaropa.
Dia 20/5, sexta, às 20h
Teatro

Ingressos: R$ 30,00 inteira / R$ 15,00 meia entrada / R$ 9,00 credencial plena

Venda de ingressos

Online: 10/5, terça, a partir das 12h

Bilheteria Rede Sesc: 11/5, quarta, a partir das 17h

90 min

18 anos

--------------

Oficina
Iniciação ao Bambolê
Com Vulcanica Pokaropa
Item muito comum nas brincadeiras de criança, o bambolê é um equipamento usado com frequência nos números de equilíbrio de espetáculos circenses. Neste curso, voltado a iniciantes, a performer Vulcanica Pokaropa ensina alguns truques e manobras feitas com o aro.
Dia 21/5, sábado, das 16h30 às 18h
Galpão
Grátis - Inscrições no local e horário da atividade. Lugares limitados.
Livre

----

SERVIÇO

Data: De 17 a 22 de maio.

Local: Unidade São Carlos – Av. Comendador Alfredo Maffei, 700 – Jd. Gibertoni – São Carlos – SP

Mais informações pelo telefone: 3373-2333 

Leia Também

Últimas Notícias