Menu
sábado, 06 de março de 2021
Cidade

Docentes da UFSCar participam da primeira fase do Programa Faimer Brasil

29 Mar 2016 - 05h54Por Redação
Foto: Divulgação - Foto: Divulgação -

As docentes da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), Vivian Aline Mininel, do Departamento de Enfermagem (DEnf), e Flavia Gomes Pileggi Gonçalves, do Departamento de Medicina (DMed), participaram, na última quinzena de fevereiro, da primeira sessão presencial do Programa Faimer Brasil, na cidade de Beberibe, Ceará. Trata-se de um programa de desenvolvimento docente com duração de dois anos e que tem o apoio e financiamento da Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (SGTES), do Ministério da Saúde, e da Foundation for Advancement of International Medical Education and Research (Faimer).

Voltado a docentes de cursos de graduação na área de Saúde e com o intuito de melhorar a educação em ciências da saúde em suas instituições, o programa aborda temas como educação, liderança e scholarship, voltados à realidade brasileira, com ênfase no desenvolvimento de uma rede de educadores em saúde. São oferecidas 30 vagas, sendo que os interessados fazem o cadastro online relatando as trajetórias profissional e acadêmica e apresentam um projeto de inovação educacional em saúde.

Para Vivian, a experiência da sessão presencial foi enriquecedora, especialmente pela diversidade de alunos e professores, pertencentes às várias universidade públicas e privadas do País. "Os temas e conteúdos abordados enfatizaram o uso de estratégias pedagógicas ativas na formação dos profissionais de saúde, considerando as necessidades em saúde da população e centralidade do usuário na assistência à saúde", afirma.

O Programa consiste em duas sessões presenciais e duas sessões a distância, de 11 meses cada. Nas sessões presenciais, são trabalhados temas como avaliação de estudantes, boas práticas de docentes, avaliação de programa, educação a distância, gerenciamento de mudanças, planejamento de projetos, gerenciamento de conflitos, pesquisa educacional, mérito acadêmico e pesquisa quantitativa e qualitativa.

Já as sessões a distância estão relacionadas ao processo de tutoria dos participantes, na construção de redes e no intercâmbio de ideias. Além disso, o participante também executa um projeto de inovação educacional na sua instituição de origem. Na segunda sessão presencial é apresentado um resumo do projeto desenvolvido, bem como os resultados alcançados.

O projeto apresentado por Vivian é o de "Formação de recursos humanos em saúde para atenção à saúde do trabalhador no contexto do Sistema Único de Saúde (SUS)", que tem como objetivo a qualificação dos Recursos Humanos em Saúde para a atenção integral às necessidades de saúde dos trabalhadores na Atenção Primária em Saúde, no município de São Carlos (SP). A proposta é o desenvolvimento e implantação de uma Aciepe (Atividade Curricular de Integração Ensino, Pesquisa e Extensão) interprofissional, que envolva docentes dos diversos departamentos da UFSCar que trabalhem com a temática "saúde do trabalhador". Ela será oferecida aos alunos de graduação, pós-graduação e profissionais das diversas áreas da saúde a fim de compor um grupo diversificado e multidisciplinar que considere a construção coletiva do trabalho na atenção integral à saúde dos trabalhadores.

Já o projeto de Flavia é voltado à implantação de um programa de desenvolvimento docente permanente para o curso de Medicina (e demais cursos que manifestarem interesse) em metodologias ativas e em integração ensino-serviço. "Trata-se de uma iniciativa para capacitar professores em diversas metodologias ativas, complementares ao PBL (Aprendizagem Baseada em Problemas), além de promover uma série de reflexões e vivências dentro da perspectiva da aprendizagem por meio do trabalho em equipe de forma interprofissional, com foco no SUS e na aprendizagem significativa de adultos no serviço e para o serviço", explica.

O Programa Faimer Brasil é certificado como especialização pela Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação da Universidade Federal do Ceará (UFC), sendo que os participantes são certificados com o título de especialista em Educação para Profissionais de Saúde. Para a participação no Programa, as docentes receberam o apoio da UFSCar por meio do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS).

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias