Menu
domingo, 25 de agosto de 2019
Cidade

Departamento de Fisioterapia da UFSCar convida pessoas com dores no joelho para avaliação e tratamento

16 Mai 2019 - 16h08Por Redação São Carlos Agora
Departamento de Fisioterapia da UFSCar convida pessoas com dores no joelho para avaliação e tratamento - Crédito: Divulgação Crédito: Divulgação

Uma pesquisa desenvolvida no Laboratório de Plasticidade Musculardo Departamento de Fisioterapia (DFisio) da UFSCar está recrutando voluntários com osteoartrite (artrose) do joelho para participar de um ensaio clínico. O estudo tem por objetivo verificar se recursos físicos como a Laserterapia ou a Crioterapia potencializam o efeito de um Programa de Exercícios Físicos Terapêuticos sobre a dor, a função física e a qualidadedevida em pessoas com artrose do joelho. A pesquisa é desenvolvida pela pós-doutoranda Ana Elisa Serafim Jorge e pelos doutorandos Lucas Ogura Dantas e Glauko André Dantas sob coordenação da Profa Dra Tania de Fátima Salvini, docente titular do Dfisio. O projeto conta com a colaboração da Profa Dra Paula S Serrão, de alunos de iniciação científica, de mestrado e de doutorado do referido laboratório, além de um profissional de educação física.

“A osteoartrite (conhecida como ‘artrose’) do joelho é bastante prevalente na população adulta. O indivíduo com artrose pode apresentar dor e inchaço (edema), além da dificuldade de realizar as atividades do dia a dia, e isso tudo gera desconforto e baixa qualidade de vida. Agravando a situação, fatores de risco como envelhecimento, sobrepeso e fraqueza muscular aceleram o processo inflamatório local, que potencializa o desgaste da cartilagem do joelho”, explica a fisioterapeuta Dra Ana Jorge. “Ainda não há cura para tal doença, portanto cabe a nós fisioterapeutastraçar uma conduta terapêutica a fim de amenizar os sintomas, como a dor articular e a disfunção física. Para isso, cientistasdo mundo todo atestam que exercícios físicos terapêuticos devem ser empregados com intuito de fortalecer a musculatura desses indivíduos”. Além desse tratamento considerado padrão-ouro, os pesquisadores investigam se agentes físicos comumente utilizados na rotina da Fisioterapia, como o laser e o resfriamento através de bolsas de gelo, adicionam algum benefício terapêutico ao que já é bem estabelecido na literatura científica.

Para isso, a equipe convida voluntários do sexo masculino ou feminino com dor no joelho, entre 40 e 75 anos, com sinais de artrose de grau leve a moderado no exame radiográfico e que tenham índice de massa corpórea (IMC) abaixo de 35 kg/m² (indivíduos com obesidade graus 2 e 3 não podem ser incluídos). Os voluntários não podem ter realizado infiltração medicamentosa no joelho nos últimos 6 meses, não podem estar em tratamento fisioterapêutico nos últimos 3 meses nem realizar atividade física regular (ou seja, não praticar atividade física moderada ou intensa mais que 2h por semana). Os participantes serão avaliados por questionários específicos para a osteoartrite de joelho, por testes de performance da função física e farão exame radiográfico no Hospital Universitário/UFSCar sem nenhum custo. Após a avaliação, serão encaminhados para o tratamento, que acontece toda segunda, quarta e sexta-feira, com duração de 1h30 a sessão, durante 2 meses, totalizando 24 sessões. Após o tratamento, os voluntários serão reavaliados no 3o e 6o mês.

Os interessados podem entrar em contato com os pesquisadores pelo e-mail osteoartriteufscar@gmail.comou pelos telefones (16) 3351-8345 (Laboratório) e (16) 99292 2072 (WhatsApp).

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias