Menu
sexta, 25 de setembro de 2020
Crise na indústria

Demissão em massa é feita pela Tecumseh; 800 trabalhadores são colocados em férias

23 Out 2018 - 09h06Por Marcos Escrivani
Demissão em massa é feita pela Tecumseh; 800 trabalhadores são colocados em férias - Crédito: Divulgação Crédito: Divulgação

Números oficiais obtidos pelo São Carlos Agora junto ao Sindicato dos Metalúrgicos dão conta que a Tecumseh do Brasil, que possui atualmente aproximadamente 2,6 mil trabalhadores e duas unidades fabris em São Carlos, demitiu 115 trabalhadores na manhã de sexta-feira, 19 e deu férias individuais para 800 funcionários. As informações foram passadas pelo vice-presidente do Sindicato, Vanderlei Aparecido Strano.

Segundo o sindicalista, a atitude da Tecumseh é reflexo da reforma trabalhista feita pelo governo e foi uma surpresa para o Sindicato que não foi sequer comunicado de tais decisões. “Essas informações conseguimos junto a direção da empresa. As demissões não foram comunicadas previamente e foi uma surpresa para nós. Pegou a gente de calça curta. Já as férias tínhamos conhecimento. Mas há possibilidade de novas demissões. Por isso vamos pedir uma intervenção junto a direção da empresa e até mesmo no Ministério Público”, disse Strano. “Este é o tratamento que o trabalhador tem devido a reforma trabalhista”, desabafou o sindicalista.

SEM FERRAMENTAS

Strano disse que, antes da reforma trabalhista, todas as demissões tinham que ser homologadas no Sindicato. “Hoje não é mais necessário isso. Devido justamente a essa reforma. Agora como ferramenta para ter ideia de demissões e medir o nível de emprego em São Carlos nos resta o Caged”, afirmou.

Quanto às demissões, o sindicalista disse que hoje, somente a Tecumseh está demitindo. “O ano foi conturbado desde os primeiros meses. Infelizmente o diálogo é praticamente zero e as demissões aconteceram”, lamentou.

Entretanto, Strano afirmou que o Sindicato está alerta 24h por dia e os sindicalistas atentos. “Mas quando há decisões unilaterais de uma empresa, fica difícil fazer uma intervenção após a decisão. Mas vamos tentar reverter a situação e minimizar o problema”, prometeu o sindicalista.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias