Menu
sábado, 31 de julho de 2021
Cidade

Dé Alvim quer reparos estruturais no acesso à zona sul da cidade

04 Ago 2011 - 15h48

O vereador Dé Alvim (PT) apresentou na Câmara Municipal uma moção de apelo à Prefeitura para troca da tampa de concreto da boca de lobo existente na avenida Theodureto de Camargo, no cruzamento triplo com a rua Francisco Marigo e avenida Pádua Salles, ao lado da rotatória, bem como a reforma do passeio público daquela travessia. Segundo ele, nesse local, atrás da escola Jesuíno de Arruda, "existe uma boca de lobo cuja tampa de concreto está quebrada, colocando em risco os pedestres que se aventuram a atravessar aquela rotatória".

De acordo com o parlamentar, ele já havia protocolado requerimentos em fevereiro pedindo a reforma do passeio público, que se encontra deteriorado na rotatória, e também a repintura das faixas de segurança do local. No entanto, "somente as faixas de segurança foram repintadas e os problemas do calçamento nessa perigosa travessia só pioraram nesses mais de quatro meses", afirma.

 A resposta da Secretaria Municipal de Serviços Públicos aos requerimentos apresentados no início do ano, conforme o vereador, foi evasiva, pois informou que, por se tratar de uma escola estadual, não há previsão orçamentária para a execução do serviço, de forma que a Secretaria não poderá atender a solicitação. Para o parlamentar, a resposta "não justifica deixar de executar a manutenção 'ao menos' no calçamento onde começa, segue e termina as faixas de segurança desse perigoso cruzamento bem ao lado da rotatória", onde os pedestres correm riscos de acidentes.

Segundo Dé Alvim, trata-se de um local onde se formou um perigoso cruzamento no principal acesso ao bairro Jardim Cruzeiro do Sul e zona sul da cidade, o que justifica que as calçadas, ao menos onde existem faixas de segurança, estejam em condições de utilização pelos pedestres. O vereador acrescenta que, devido a um acidente de trânsito que ocorreu no início do ano no local do passeio público, a sustentação de uma placa de sinalização foi atingida, sendo retirada apenas no início do mês de março.

"O local em questão é municipal, apenas a extensão final da faixa de segurança é na esquina da Escola Jesuíno de Arruda. Ainda, as centenas de pedestres que diariamente se aventuram a atravessar o cruzamento triplo da avenida Theodureto de Camargo, na esquina da Rua Francisco Marigo e avenida Pádua Salles, não encontram calçadas em condições de uso junto àquela faixa de segurança também deteriorada".

Comments system Cackle

Leia Também

Últimas Notícias