Menu
quinta, 24 de setembro de 2020
Cidade

Corte de verbas pode afetar atendimento no HE e na Santa Casa

Prefeitura Municipal quer reduzir custos mensais em 20%.

23 Set 2014 - 14h06
Hospital Escola (HE) pode fechar as portas após anúncio de corte de verbas por parte da PMSC. - Hospital Escola (HE) pode fechar as portas após anúncio de corte de verbas por parte da PMSC. -

A Prefeitura Municipal de São Carlos anunciou na última sexta-feira (23) que vai realizar cortes de verbas que eram destinadas à Santa Casa e o Hospital Escola (HE). A medida foi tomada devido a uma crise financeira que afeta as finanças do município que possui uma divida de R$ 82 milhões. O objetivo é reduzir os custos mensais em 20%.

O repasse mensal que a Prefeitura Municipal recebia do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) foi bloqueado. Em 2006 o município negociou uma dívida com a União e através de uma liminar conseguiu reduzir o valor da parcela, mas essa liminar acabou sendo derrubada e por isso houve os bloqueios.

Atendimento na Santa Casa deve ser prejudicado com o corte nas verbas.Outra medida anunciada para reduzir os custos será a exoneração de 50 cargos de confiança e a redução no pagamento de médicos que trabalham em postos de saúde. Em entrevista à imprensa, o vice-prefeito Cláudio Di Salvo afirmou que as medidas não afetarão o atendimento à população.

Não é o que pensa o diretor do Hospital Escola Dr. Horácio Carlos Panepucci. Em entrevista ao Jornal da Intersom, Segundo Sérgio Luis Brasileiro, disse que as medidas anunciadas pelo prefeito Paulo Altomani (PSDB) causam preocupação e devem comprometer o atendimento na unidade de saúde. Ele garante que não é possível sobreviver apenas com a verba mensal de R$ 700 mil que é usada para pagar funcionários, manutenção do hospital e compra de insumos. Segundo Brasileiro, com os cortes, os maiores prejudicados serão a população e os funcionários do HE que pode acontecer de fecharem as portas por falta de verba.

Já o provedor da Santa Casa de São Carlos, Antonio Valério Morrilla Jr. Disse que não foi comunicado oficialmente sobre os cortes, mas que caso isso aconteça, a Santa Casa pode ter o atendimento prejudicado com o aumento da demanda de atendimento proveniente do Hospital Escola (HE). Ele informou ainda que a Santa Casa só recebe recursos da prefeitura pelos serviços prestados e que caso ocorra os cortes, o hospital vai precisar se adequar à novidade realidade e isso pode acarretar diminuição no principal hospital da cidade.

A prefeitura também anunciou que obras públicas que não recebem recursos do governo federal devem ser paralisadas imediatamente.

Copa São Paulo

Um dia antes de anunciar o corte de verbas para a saúde, a prefeitura enviou uma nota informando que a tradicional Copa São Paulo de Fubebol Junior não será realizada no próximo ano na cidade. O município já havia sediado o evento por vários seguidos com a participação de times como Palmeiras e Corinthians.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias